No último split do ano, os 18 melhores times do país se dividiram em três grupos. Santos Real (representado pelo Real e-Sports), Voltz Gaming (representada pela Tropa), AmazonCripz e Equipe X (que mudou seu nome para Xisdê) vinham do Grupo de Acesso. W7M Gaming (representado pelo Bonde GG) e Black Dragons (representado pela TSM FTX) haviam sido promovidos da Série B.

Os 12 melhores times da Fase de Classificação seguiram para a final. Os dois times do fim da tabela foram diretamente rebaixados para a Série B da LBFF 7. Os times do meio da tabela disputaram o Grupo de Acesso para a LBFF 7, com outros oito times da LBFF 6 Série B.


SAIBA MAIS

A LBFF 6 está chegando


Assista: Jogos da LBFF 6

Confira: Fotos da LBFF 6

Campeão e MPV

A B4 dominou a competição. Os Bastardos se mantiveram na liderança da Fase de Grupos por seis semanas consecutivas e estabeleceram o recorde de quatro Booyahs em uma única rodada. Mts007, um dos jogadores mais regulares ao longo do ano, foi o MVP da temporada com a marca recorde de 136 abates em 81 quedas – maior média da história da competição.

Premiações

Will, da LOUD, foi eleito pelo público como o Brabo da Galera, e a Seleção LBFf, escolhida em votação entre jogadores e técnicos, ficou assim:

Mts007: Em uma sexta temporada dominada pela B4, Mateus “Mts007″da Silva conseguiu a coroa de MVP e uma vaga na Seleção LBFF. Após uma Fase de Classificação praticamente sem adversários, Mts ganhou o reconhecimento dos jogadores e técnicos da LBFF.

Yago: Yago Vinícius vem se destacando no cenário mobile de Free Fire desde meados de 2020, mas foi na B4 que se consolidou como um dos maiores do país. O suporte foi peça-chave do título e liderou a equipe em número de abates, chegando a marca de 116 eliminações em 78 quedas disputadas.

Lobato: Matheus “Lobato”teve uma carreira brilhante no Santos e-Sports, time com o qual foi vice-campeão do Free Fire Continental Series 2020: Americas. A transferência para a B4 rolou na LBFF 5, e o capitão precisou apenas de duas temporadas para levantar o troféus da LBFF.

Chinês: Daniel “Chinês”Carvalho Woelfeel é uma das grandes promessas do cenário nacional e foi nome importante para a consolidação da Nitroxx Esports na Liga Brasileira de Free Fire. Na sexta temporada, chegou a brigar de igual para igual com Mts pela coroa de MVP, e chegou aos 105 abates em 81 quedas – algo impressionante para um nome novo no competitivo. Chega para a LBFF 7 vestindo a camisa da B4.

Machado: No comando da B4 desde a primeira LBFF, Machado garantiu, além do título, um espaço na história da Seleção LBFF. Com uma estratégia que priorizava acumular pontos, o técnico fez com que a B4 se mantivesse na liderança da Fase de Classificação por nada menos do que seis das oito semanas de competição.