Conheça os adversários da LOUD e da Vivo Keyd em Sentosa

Além dos brasileiros, outras 10 equipes lutam pelo maior sonho mundial e prometem dar trabalho para os brasileiros em Sentosa

O grande dia finalmente chegou. Neste sábado, dia 21 de maio, direto de Sentosa, conheceremos o mais novo campeão mundial de Free Fire. As seis quedas decisivas começam a partir das 10h da manhã (horário de Brasília) e trazem outras 10 equipes de nível mundial, que prometem ser uma pedra no sapato dos brasileiros da LOUD e da Vivo Keyd – duas delas brigam, inclusive, pelo bicampeonato mundial, um feito ainda inédito.

Conheça os adversários brasileiros na luta por um sonho.

Attack All Around (Tailândia)

– Folkyy – Hoysang – Jxl – Keroro – PoonGod – Pookeiei –

Vice-campeã do Pro League Tailândia, a Triple A chega para se redimir da sua última participação em um mundial, quando ficou apenas na 17ª colocação entre 18 participantes. O caminho para chegar na decisão de Sentosa não foi nada simples: depois de ser vice-campeã em seu país, a equipe precisou enfrentar o duro Play-in ao lado da Vivo Keyd.

Liderada por Keroro, que anotou 16 abates em apenas seis quedas e terminou a etapa como o jogador com mais abates, a Attack All Around conseguiu um Booyah em Kalahari, 39 eliminações e 83 pontos. Como resultado, a segunda colocação na tabela, apenas um ponto atrás da líder. Agora, chegou a hora da redenção.

ECHO Esports

– Dutzz – Kucai24 – Kiba – Kojaaaa – Ombaac –

A representante da Indonésia, um dos países mais tradicionais do Free Fire, chega na final depois de uma crescente incrível em 2021, ano em que conquistou o acesso à primeira divisão do seu país, foi campeã de campeonatos regionais menores e garantiu uma vaga no mundial logo em sua primeira participação na elite. 

Já nos Play-ins de Sentosa, a equipe garantiu o melhor desempenho com 84 pontos, sendo um Booyah e 39 abates. O primeiro lugar na fase classificatória deixou claro o poder e a vontade do time liderado por Duzz, que já está acostumado a liderar os rankings de MVP por onde passa.

EVOS Divine

– AbaaaX – Bion – Manay – Mr05 – RR – Sam13 – Street –

Em 2019, ainda conhecida como EVOS Capital, a Divine se tornou a primeira campeã mundial de Free Fire e também representa a Indonésia em Sentosa. A presença da equipe não é novidade, e os ares de favorita são justificados graças ao tricampeonato no Indonesia Masters – competição que domina de maneira absoluta há um bom tempo.

Em 2021, a EVOS Divine também participou do mundial, mas não conseguiu mostrar todo o seu potencial e terminou apenas na oitava colocação. O elenco é praticamente o mesmo, e não será surpresa vermos a equipe entre as primeiras da tabela neste sábado. 

EVOS Phoenix

– DLong – Joena – Moshi – Return – TheCruz – TheGet –

Os atuais campeões mundiais dispensam apresentações. Mas se apenas esse fato não for suficiente para temer a EVOS Phoenix, basta lembrar a campanha dominante na conquista do FFWS 2021 Singapura, competição que disputou com a tag Phoenix Force: 113 pontos, quatro Booyahs – tudo isso em apenas seis quedas.

A vaga para Sentosa veio com o tricampeonato da Pro League Tailândia, onde também dominou com larga vantagem. Para piorar um pouco o prognóstico, TheCruz continua no elenco – o jogador foi o MVP de Singapura e lidera um time em que não é o único que deve ser temido.

Talvez essa seja a maior pedra no caminho brasileiro rumo à glória.

Farang Esports

– 2Bad – Bayet – Jembal – Pablo – Spade –

Os malaios chegam em Sentosa após serem campeões do MCP Major, principal liga do sudeste asiático – a competição foi a primeira disputada sob a tag de Farang, e essa parece ser uma excelente forma de começar a escrever uma história no Free Fire.

A classificação veio com resquícios de crueldade: na última queda da decisão, tudo estava praticamente empatado e o título foi decidido no último minuto. Mas a Farang conseguiu um Booyah expressivo com 12 abates e levantou a taça, abriu o passaporte e garantiu as passagens para Sentosa. 

O nome para ficar de olho no elenco é do craque Spade, MVP do MCP Major, que promete dar trabalho neste sábado. Vale lembrar que tem quem coloque a equipe malaia como favorita – veremos.

Mineros Esports

– Fede – Fixa03 – Jota – Pablo – Qluso –

Da Argentina para o mundo, nossos Hermanos foram os campeões da Liga Latinoamerica e garantiram a vaga direta na final do FFWS. Porém, chegaram na decisão da competição local longe de serem considerados favoritos: se classificaram apenas na 11ª posição e nunca tiveram resultados muito expressivos na temporada.

Mas final é final, e a Mineros resolveu surpreender toda a nação e conquistar o título e a chance de representar o país numa competição internacional. Os argentinos parecem não se importar com a fama de zebra, e chegam sem nenhuma responsabilidade neste sábado – o que pode ser perigoso.

Team Flash

– Beo – Bloody – Brian – Floren – Mint – Shin –

Sexta colocada no Free Fire World Series 2019, aquele vencido pelo Corinthians de Nobru, a Flash chega para sua segunda disputa em um mundial e em busca de um resultado um pouco mais expressivo. 

Para garantir a vaga para Sentosa, a equipe conquistou a última edição do Vietnam Free Fire League Series com quatro Booyahs e 40 abates, totalizando expressivos 126 pontos.

Eles chegam com um elenco reforçado na disputa pelo título inédito: são três novos jogadores em relação ao último mundial disputado, entre eles o experiente capitão Beo, de 26 anos. Elenco renovado, vontade de surpreender e um sonho – vale ficar de olhos bem abertos.

Vasto Mundo

– Alex09 – Blazer10 – Crushr09 – Lucka04 – Nunes7 – TLopes –

A única representante europeia em Sentosa vem de Portugal, e conta até com um brasileiro no elenco: Kaiky “Nunes” Almeida, que construiu toda sua carreira na Vasto. A vaga veio com a conquista da quarta edição da Europe Pro League, competição que liderou praticamente de fora a fora e encontrou um pouco de resistência somente na final.

A equipe domina sua região: são três títulos da Europe Pro League, além de ser a campeã da Europe Premier League de 2020 – o currículo impressiona, mas será o suficiente para levar longe a equipe de uma região que tem pouca tradição quando o assunto é Free Fire?

V-Gaming

– BinXu – DacLop – TNha – VanThanh –

A V-Gaming já tem larga tradição no cenário competitivo de Free Fire, sendo dona de dois títulos da Vietnam Free Fire League Series, ambos conquistados em 2020. Desde então, eles não levantaram mais nenhum troféu e precisaram passar pelos Play-ins, ao lado da Vivo Keyd, para chegar até a final em Sentosa.

A equipe não decepcionou na fase classificatória e desbancou a LGDS, que era considerada favorita para uma das quatro vagas. Consistente, mas com uma baixa média de abates, a V chega para tentar mostrar o poder do Free Fire vietnamita em Sentosa, mas a tarefa não será fácil.

Wask

– ABD007 – Dowly – Genius – Mr.Ali – Zizox –

A última equipe de Sentosa é a Wask, também conhecida como Os Guerreiros Mascarados. Ela vem do Marrocos, onde conquistou a Liga Árabe de Free Fire, e representará a região conhecida como MENA (Médio Oriente e Norte da África).

A Wask vem de dois títulos consecutivos em sua liga e é a primeira equipe a conseguir o feito, vencendo as quarta e quinta temporadas. Ela chega na decisão do mundial querendo surpreender e há quem os coloque entre os favoritos – é pagar pra ver.

Acompanhe os times do FFWS 2022 Sentosa de qualquer lugar

Os fãs poderão acompanhar, ao vivo, todas as batalhas do FFWS 2022 Sentosa. A final acontece no próximo sábado, dia 21 de maio. No Brasil, o evento será transmitido às 10h (horário de Brasília) na tv aberta pela RedeTV! e na tv fechada pelo SPACE, além dos canais oficiais de esports do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!.

Categorias: Destaques, FFWS, Free Fire, Internacional