A trajetória da LOUD até Sentosa

A equipe do Hype chega como uma das favoritas ao título do Free Fire World Series 2022 Sentosa - e sua trajetória é prova disso

Existe certo misticismo em torno da LOUD. Desde sua criação, a organização conquistou uma legião quase incontável de fãs e rapidamente se tornou uma das maiores e mais importantes dos esportes eletrônicos não só no Brasil, mas em todo o mundo. E se o Free Fire abriu as portas para também conquistarem outras modalidades, é nele que agora vive o maior dos sonhos: um título mundial.


Essa não é a primeira vez que a LOUD representa o país em um mundial da modalidade. Na primeira edição do Free Fire World Series, realizada em 2019 e conquistada pelo Corinthians, a equipe marcou presença e conquistou uma apagada, mas importante, nona colocação.

Muitas mudanças, uma conquista de Copa América e um segundo lugar na LBFF 4 depois, a equipe embarcou para Singapura, passou pelo temido Play-in e chegou na final para bater na trave: segundo lugar, 36 pontos atrás da imponente Phoenix Force. O título não veio, mas era um motivo a mais de orgulho e um incentivo extra para um futuro que parecia tão promissor.

A segunda metade de 2021 não foi muito gentil com a LOUD. Muito menos o começo de 2022. O início da sétima temporada pode ser definido em uma única palavra: desastroso. Desempenhos inconsistentes, falta de entrosamento, estrelas apagadas. As notícias não eram boas e a desconfiança não demorou a ser destaque.

Mas se a camisa da Vivo Keyd tem peso, a da LOUD talvez tenha até mais. Na segunda metade da competição o domínio foi absoluto, e a campanha, outrora questionada, tornou- se irretocável.

O favoritismo para a Grande Final era claro. A crescente da LOUD era algo poucas vezes visto numa competição de nível tão alto, e o título, um dos poucos que ainda faltava na estante da organização, não seria nenhuma surpresa. E não foi.


De desacreditados à campeões nacionais e com os passaportes devidamente carimbados: a trajetória de Noda, Kroonos, Cauan e Lost, além do experiente técnico Frois, parece ter um destino brilhante no horizonte: o título do FFWS 2022 Sentosa

A tarefa não será fácil. EVOS Phoenix, atual campeã mundial, EVOS Divine, uma força consistente do Free Fire, Vivo Keyd, eterna Guerreira, e outros grandes times brigam em pé de igualdade pela maior das glórias. Mas chegou a hora de sonhar novamente.

Acompanhe os times do FFWS 2022 Sentosa de qualquer lugar

Os fãs poderão acompanhar, ao vivo, todas as batalhas do FFWS 2022 Sentosa. A final acontece no próximo sábado, dia 21 de maio. No Brasil, o evento será transmitido às 10h (horário de Brasília) na tv aberta pela RedeTV! e na tv fechada pelo SPACE, além dos canais oficiais de esports do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!.

Categorias: Destaques, Especiais, FFWS
Tags: