paiN faz história na 14ª rodada da Série B da LBFF 7

A paiN Gaming fez história na Série B da LBFF 7: os Tradicionais conquistaram quatro Booyahs e somaram 134 pontos em uma única rodada

Gravem em suas memórias a noite desta quarta-feira, 9 de março, porque a paiN Gaming fez história na Série B da LBFF 7. Os Tradicionais emplacaram nada menos do que quatro Booyahs em uma única rodada, anotaram 68 abates e chegaram aos 134 pontos. Como resultado, a equipe assumiu a vice-liderança, ficando atrás somente da consistente Civil. Vale ressaltar que, além dos quatro Booyahs, a paiN foi a segunda colocada nas outras duas quedas em que não conquistou a vitória.

Em uma noite como essa, fica difícil falar de qualquer outra equipe. Ainda assim, a TSM fez uma pontuação digna de nota: foram 75 pontos, sendo 39 de abates, e um dos outros dois Booyahs da noite. Mérito de um estilo de jogo extremamente agressivo, em que a equipe buscou a trocação sempre nos minutos iniciais e se deu bem em quase todas. Por fim, na parte inferior da tabela, Não Troca, Game Over e K9 e-Sports estão oficialmente rebaixadas para a Série C.

pain-gaming-destaque-rodada-14-lbff-7-série-b

Confira um breve resumo da rodada, disputada entre os Grupos B e C.

Queda 1 – Purgatório

BOOYAH!: Team oNe (+20 pontos)

Purgatório não precisou nem de dez segundos com os jogadores no chão para começar pegando fogo. TSM e Orn disputaram call e já partiram para a trocação instantânea. Melhor pra Orn, que perdeu apenas um jogador no processo e mandou os adversários de volta para o lobby logo de cara. Mas apesar do início quente, o mapa seguiu tranquilo por bons minutos, antes que a própria Orn eliminasse o único jogador restante da K9. Vale ressaltar que, por alguma razão, a K9 foi para o mapa com apenas um player.

E no final de queda sobraram três equipes inteiras para disputar o Booyah. paiN, Team oNe e Stars Horizon. Os Tradicionais realmente estavam afim de jogo e mandaram a Stars Horizon para casa sem muita dificuldade. Então, restou enfrentar os Golden Boys, mas aí a sorte não favoreceu a paiN, que até estava com o território mais alto. Contudo, a safe começou a fechar ao seu redor, obrigando uma movimentação rápida, que levou os jogadores direto para a mira da oNe. Booyah dourado.


Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: paiN (+23 pontos)

Dia da caça, dia do caçador. Se na queda anterior, a TSM foi punida nos primeiros segundos em solo, aqui em Kalahari a história foi outra. O time caiu para disputar espaço com o Bonde, mas quem tava sem freio era a TSM, que atropelou os adversários. Restou apenas Diel7, que aplicou o vazare do local. O problema é que saiu da frigideira para o fogo e caiu na frente da Stars Horizon, que finalizou o serviço da TSM e mandou o Bonde de volta para o lobby. Quem também não demorou para receber um “descanso” prematuro foi a Game Over, que também foi rapidamente eliminada pela Seal.

Já para o final de queda, novamente a paiN estava viva, assim como Stars Horizon e INTZ. A SH logo foi flanqueada pelas duas equipes e caiu em terceiro lugar. Assim, restaram duas equipes para realizar um confronto, que não é tão tradicional no Free Fire, mas que é pesado no cenário de esports. Para o azar da INTZ, a paiN não queria entregar outro booyah de mão beijada como aconteceu na rodada anterior. Vitória dos Tradicionais.

A

Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: paiN (+30 pontos)

A TSM mostrou que o negócio deles é realmente trocar tiro logo de cara. Eles não conseguem esperar e na terceira queda consecutiva abriram os negócios. Assim como aconteceu em Kalahari, o saldo foi positivo e a equipe conseguiu atropelar a Stars Horizon logo de cara. E também como aconteceu na queda anterior, o Bonde foi pro lobby sem nenhum ponto somado. Dessa vez, a equipe foi eliminada pela paiN, que já mostrava ser o dia dela.

Aliás, paiN e TSM se enfrentaram no final da queda, e os Tradicionais mandaram os adversários embora em terceiro lugar. E para coroar a queda, a vingança pode ser um prato que se come frio, ou, neste caso, quente, recheado de biriba. Team oNe restava para enfrentar a paiN, reprisando o confronto do primeiro mapa do dia, mas a história foi outra. Chuva de tiro para garantir a vingança e dobradinha da paiN.


Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: paiN (+27 pontos) 

Em cosplay de Kalahari, Purgatório foi insana logo de cara. Foi tanta trocação que a vida do narrador da LBFF ficou complicada. Stars Horizon e Seal se enfrentavam de um lado, enquanto a K9 atropelava a INTZ do outro lado. Mas ninguém quis ir até o final e a Seal saiu machucada, com apenas um jogador vivo, mesma situação da INTZ. Com o novo meta de reviver, bater em retirada pode ser a melhor decisão em várias situações.

Apesar do início quente, o resto do mapa foi mais tranquilo e o bicho foi pegar só no final mesmo. A paiN seguiu avassaladora, em uma noite inspirada. Os Tradicionais restaram no final da queda para enfrentar a Não Troca, que não trocou e foi eliminada em terceiro lugar. Restou então a Try, para tentar parar o bonde sem freio da paiN. Não conseguiu. Três booyahs consecutivos e noite iluminada dos Tradicionais.


Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: TSM (+18 pontos)

Kalahari olhou para Purgatório, que tentou roubar o seu apelido de mapa mais quente do Free Fire na queda anterior e falou “CALMA LÁ”. Não precisou de um minuto no mapa para o first blood cantar. Bonde partiu para cima da Game Over, que resolveu não levar o confronto para frente e aplicou o vazare, enquanto a SEAL mandava a Stars Horizon de volta para o lobby sem muita fofoca. Ai K9 e Não Troca olharam para isso, ficaram com inveja e resolveram se enfrentar também, pior para a NT, que foi atropelada e eliminada sem nenhum ponto na queda.

No final de queda, restaram três equipes com bastante jogadores vivos: Try, paiN e TSM. A paiN tentava fazer história e conseguir quatro booyahs consecutivos, mas a safe zone estava no seu limite e favoreceu a equipe da TSM. Bastou a eles aguardarem a safe fechar em seus últimos jogadores e punir os adversários que tentavam se movimentar para ela. Primeiro booyah da equipe na noite, recompensando uma equipe que foi agressiva durante toda a rodada. Detalhe que, mesmo sem o booyah, a paiN foi a equipe que mais pontuou na queda.


Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: paiN (+19 pontos)

No começo da última queda do dia, a Game Over fez valer demais o seu nome, tanto que foi game over para eles com um minuto de queda, ao serem atropelados pela K9. Outros dois confrontos iniciais foram Stars Horizon e Team oNe, com os Golden Boys levando a pior e fugindo ao final com apenas um jogador vivo, e INTZ e NT, com os dois times saindo fragilizados, com dois jogadores para cada lado vivendo para contar história.

No resumo da sexta e última queda desta rodada, a gente não precisa nem falar quem estava por lá para disputar o booyah né? Sim, a paiN teve uma noite monstruosa e disputava mais um booyah, o quarto, com NT, Orn e Try. Com a possibilidade de estabelecer um novo recorde na Série B da LBFF, os Tradicionais foram confiantes para cima das equipes. Não teve papo e quarto booyah da paiN na noite.


Classificação da Série B da LBFF 7

Após a 14ª rodada da Série B da LBFF 7, a classificação ficou assim:

classificação-1-rodada-14-série-b-lbff-7
classificação-2-rodada-14-série-b-lbff-7

Confira tudo o que aconteceu na quinta semana da Série A da LBFF 7.


A Série B da LBFF 7 volta na próxima quinta-feira, dia 10 de março, a partir das 18h (horário de Brasília). Você pode acompanhar as transmissões simultâneas no YouTubeBOOYAH e também no Facebook.

Agora os fãs podem acompanhar a LBFF pelo perfil no TikTok, além dos perfis no FacebookInstagram Twitter. Clique aqui para acessar as fotos oficiais da competição e, para mais novidades, siga a hashtag oficial #LBFF no Twitter.

Free Fire pode ser baixado pela App Store e Google PlayStore.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série B