tropa-lbff-7

#LBFF 7 – Tropa de CapGui lidera equilibrada 12ª rodada

Em noite de equilíbrio, Tropa manteve a consistência e foi o grande destaque; Magic Squad assume a liderança e promete brigar pelo título

Equilíbrio. A noite de segunda-feira de Liga Brasileira de Free Fire pode ser definida por esta única palavra. Além de uma distribuição democrática de Booyahs, apenas sete pontos separaram os três melhores da noite. Mas a Tropa de Capgui foi a mais consistente: liderada dentro dos servidores por Mandela, que anotou 14 pontos, a equipe abriu a rodada com o Booyah e chegou aos 77 pontos. A 12ª colocação ainda preocupa, mas o desempenho permite sonhar.

Logo em seguida veio o Corinthians, a nova casa daquele que é meio homem, meio Deus, MemGod. O craque chegou na 12ª rodada como capitão e fez a diferença, sendo o responsável por 12 dos 38 abates de sua equipe. Os 73 pontos e o show na primeira passagem por Bermuda mostram que o time é forte candidato ao título. Fechando o top 3, a Los Grandes. A Onda Laranja concluiu mais uma semana em grande estilo e já começa a construir o caminho para a classificação: 70 pontos e uma oitava posição que alivia.

Quem também merece destaque é o Magic Squad. Em mais uma rodada acima dos 50 pontos, a equipe aproveitou o deslize do Fluxo e assumiu a liderança da competição, com 518 pontos. Já no fim da tabela, a Liberty perdeu a chance de se distanciar um pouco da Miners e da última colocação. Em uma noite apagada, a equipe somou apenas 23 pontos e segue em situação delicada.

destaque-rodada-12-tropa

Veja abaixo um pequeno resumo das quedas disputadas entre os Grupos B e C, válidas pela 12ª rodada da LBFF 7.


Queda 1 – Purgatório

BOOYAH: Tropa (25 pontos)
MVP: Kiledy (4 abates)

Depois de muito se estudarem, as equipes começaram boas trocações. As coisas não começaram muito bem para o Fluxo na noite de segunda: após perder dois de seus jogadores, a equipe que brigava para recuperar a liderança dependia de um pequeno milagre para entrar na safe e acabou dando um rápido adeus. Logo em seguida, foi a vez de BD Vasco e Corinthians rasgarem os céus de Purgatório com seus tiros: tudo parecia encaminhado para o Gigante da Colina triunfar, mas um deslize acabou favorecendo o Timão que não pensou duas vezes em garantir um belo squad wipe.

Já na briga pelo Booyah, seis equipes, 13 jogadores. Enquanto a Los Grandes colecionava abates com mais um show de Gus, a Tropa era a única equipe completa na disputa. LOUD e God também resistir, mas a vantagem numérica deixou tudo mais fácil para o time de CapGui, que não perdeu a chance e ainda anotou 13 abates. Booyah deles.


Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: Magic Squad (20 pontos)
MVP: Mandela (4 abates)

O fechamento da primeira safe de Kalahari complicou a vida da 00 Nation, que se deparou com um impiedoso Fluxo cobrando pedágio. JapaBKR aproveitou a oportunidade para se aproximar mais um pouquinho do abate de número 500 – um Senhor na LBFF. Logo depois, Los Grandes e LOUD fizeram um confronto decidido por uma granada de Gus que mais parecia uma Pokébola de tão perfeita.

O Fluxo novamente não resistiu por muito tempo e o Magic Squad resolveu aproveitar e assumir a liderança. A safe deu uma mãozinha e Bops começou seu show de Lança, dizimando os adversários um a um. Nada era capaz de parar a mágica em Kalahari. Booyah e liderança pra eles.


Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: Corinthians (32 pontos)
MVP: Memgod (7 abates)

Por mais que o duelo entre Los Grandes e Meta tenha sido bonito de se ver, a forma como a Magic Squad avançou sobre a Onda Laranja foi diferente: Bops brilhou, Italo avançou, Gus tentou, mas a Los voltou pro lobby. Rimou. Free Fire tem dessas.

O Fluxo novamente falhou, dessa vez parando nas granadas de VitinXP. E esse foi só o começo de um verdadeiro show. O Corinthians começou a fazer a festa em Bermuda e pegou fogo – e que fogo, amigo. Confiança em dia e muita bala pra trocar, essa era a receita do Timão para um dos Booyahs mais incríveis da temporada. Magic Squad e Tropa tentaram, mas entraram apenas para as estatísticas. Um caminhão invadiu Bermuda, e esse caminhão não tinha placa mas tinha um Bando de Loucos. 20 abates, show do Corinthians.


Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: GOD Unidas (17 pontos)
MVP:
Hender (6 abates)

A segunda metade do dia começou com o Fluxo tentando recuperar seu lugar de direito e mandando o Real e-Sports ir refletir sobre a vida no lobby. Mas a segunda era de crise para os outrora líderes: seria ressaca de Carnaval?

Quem resolveu acordar foi o BD Vasco. O Gigante da Colina não mostrou nenhum respeito pela experiente LOUD e nem pela oportunista Tropa, que perdeu o caminho de casa e a oportunidade de ficar viva num cantinho escuro em Purgatório. Mesmo com um desempenho exemplar do BD Vasco, que continuou somando belos abates ao longo de toda a queda, o Booyah caiu no colo da GOD Unidas, que evitou trocações e priorizou o posicionamento para garantir o Booyah. Estratégia característica. Olimpo em festa, Booyah divino.


Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: Meta Gaming (22 pontos)

O BD Vasco parecia querer continuar o show de Purgatório. Dessa vez, a primeira vítima foi o Real e-Sports, que sofreu nas mãos de Lenno. O Vasco acabou virando sanduíche de LOUD e Magic Squad, que tentavam abrir caminho para uma entrada segura na safe. Desculpem o trocadilho. Spoiler: não deu certo.

A Meta passou por cima da GOD Unidas e garantiu o melhor posicionamento dentro da zona segura. A missão da equipe era apenas uma: não permitir avanços. E eles aceitaram, se dividiram em duplas e começaram a punir as equipes adversárias para garantir um Booyah tranquilo e calmo.


Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: Los Grandes (27 pontos)
MVP:
Gus (6 abates)

Corinthians e Liberty fizeram um duelo intenso em Cape Town. Os prédios ficaram pequenos para tanto talento e para mais um ato heróico de VitinXP, grande nome do Timão até aqui na temporada. O Magic Squad foi o próximo a dar adeus: a Los Grandes resolveu interromper o sonho da nova casa de Bops se distanciar ainda mais na liderança da competição.

E esse foi só o começo do show da Onda Laranja no encerramento da semana. BD Vasco, Meta Gaming e um valente Ousado do Fluxo foram as próximas vítimas. Tem time grande em festa, Booyah da Los.

Classificação

Com o fim da quarta semana, a classificação da sétima temporada da Liga Brasileira de Free Fire ficou assim:


Confira o Boletim da terceira semana de LBFF 7 e todos os detalhes da terceira semana da Série B.


Com rodadas triplas transmitidas em tv aberta e fechada, a série A da LBFF 7 volta no próximo sábado, 05 de março, a partir das 13h (horário de Brasília). Acompanhe ao vivo no canal oficial de Esports no YouTube e nos perfis no TikTokFacebookInstagram e Twitter, siga a hashtag oficial #LBFF.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , ,