#LBFF 7 – Magic Squad domina e Miners desencanta na 11ª rodada

Recuperação a vista? A Miners desencantou, garantiu uma dobradinha e volta a sonhar com os bons momentos; Magic Squad lidera domingo

Eles desencantaram. A Miners finalmente conquistou seu primeiro Booyah na temporada e, não contente, garantiu logo a dobradinha. A equipe liderada por Natividade começou a mostrar seu potencial, somou 50 pontos e começa a sonhar com uma jornada de recuperação.

Mesmo sem Booyah, o destaque de domingo foi uma das equipes mais regulares da temporada, o Magic Squad. Dessa vez liderados por Draxx7 e Italo, eles mostraram agressividade e anotaram 41 impressionantes abates, somaram 76 pontos e assumiram a quarta colocação. Vale lembrar que a equipe retorna aos servidores na noite desta segunda-feira e tem chances de assumir a vice-liderança ou até mesmo ultrapassar o Fluxo, uma vez que Vivo Keyd e B4, atuais líder e vice, não jogam.

Em uma rodada extremamente equilibrada, quem também se destacou foram Corinthians e Team Liquid. O Timão bateu na trave em duas ocasiões, mas conseguiu somar 61 pontos e está relativamente confortável na tabela. Já a Cavalaria chegou aos 59 pontos nessa tarde de Carnaval e continua mostrando sua evolução após aquele início… desagradável.

destaques-rodada-11-magic-squad

Veja abaixo um pequeno resumo das quedas disputadas entre os Grupos A e C, válidas pela 11ª rodada da LBFF 7.


Queda 1 – Purgatório

BOOYAH: Netshoes Miners (20 pontos)

A rodada começou quente, com boas trocações logo na abertura da primeira queda do dia. Algumas eliminações aqui, outras ali, Liberty se complicando e jogadores renascendo. As coisas ficaram mais interessantes quando Cruzeiro e B4 se encontraram perto de Fields: depois de um dia esplendoroso, o Cabuloso mandou os atuais campões da competição pro lobby e abriram o dia com chave de ouro.

Mas a primeira passagem por Purgatório da rodada pode marcar o início da recuperação de um dos elencos mais experientes da LBFF. A Netshoes Miners finalmente desencantou, chegou bem na disputa pelo Booyah e superou NTX e Team Liquid para conquistar seu primeiro Booyah na temporada. O carnaval começou alegre para a Netshoes nesse domingo. Booyah deles.


Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: B4 (18 pontos)
MVP: Yago (5 abates)

Chegamos ao mapa mais disputado da Liga Brasileira de Free Fire.

Depois de ensaiar uma recuperação, a Miners – outrora conhecida como KalaMiners – encontrou uma impiedosa Team Liquid, que pegou as costinhas dos donos do primeiro Booyah da tarde e não teve muita piedade. Na verdade, nenhuma piedade.

Logo em seguida vimos um verdadeiro show de cobranças em Kalahari: durante as rotações, o Magic Squad cobrou a Vivo Keyd, foi cobrado pela NTX, que foi cobrada pela Meta. Entrar na safe nunca pareceu tão complicado.

Quem se deu bem com todos esses duelos foram Corinthians e B4. O Timão chegou completo para a disputa pelo Booyah e começou a eliminar um a um seus adversários. Tudo parecia encaminhado para o Booyah do Corinthians, mas os Bastardos tinham a vantagem de um posicionamento fixo e com cobertura. Além disso, eles tinham Yago e Jubinha, que deram um show de Free Fire para eliminar os resilientes Razure e VitinXP. Booyah dos Bastardos.


Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: Meta Gaming (17 pontos)
MVP: Bops (5 abates)

Chegamos ao mapa mais estudado, mais clássico e mais tranquilo – ao menos nos primeiros cinco minutos – da LBFF.

E quem não quis esperar nem cinco minutos foi o Corinthians. Agressivo, o Timão mandou a Liberty sem dificuldade de volta para o lobby em um belíssimo e democrático squad wipe. Pouco depois, a Miners voltou a se dar mal, dessa vez vítima da Los Grandes e da B4- Bastardos e Onda Laranja até ensaiaram um confronto, mas acharam melhor deixar pra depois.

A safe se apertava e cinco equipes sonhavam com o Booyah. Vivo Keyd e Meta Gaming tinham um bom posicionamento, enquanto Magic Squad e Tropa tentavam beliscar a vitória. Magic Squad fez seus truques, Bops fez suas vítimas com o Lança, mas a Meta Gaming tinha o high ground e, quando se viu também em vantagem numérica, fizeram um rush perfeito e garantiram o quinto Booyah na temporada.


Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: Team Liquid (23 pontos)
MVP:
But (8 abates)

Parece que o Booyah da Miners na primeira queda foi apenas um delírio coletivo. Na volta à Purgatório, os paraquedas mal fecharam e a equipe foi varrida do mapa pelos Guerreiros. Quem também não teve vida fácil no começo da queda foi a B4: os Bastardos caíram na mão da Los Grandes e Gus brilhou, se posicionou com maestria e superou os atuais campeões da LBFF.

O Corinthians chegou em posição privilegiada no final da safe. De um lado a Team Liquid, do outro o Magic Squad. Mas era só segurar que o Booyah vinha, não havia muito o que fazer contra o Timã… havia Bops, havia um pequenino milagre chamado Bops, que avançou e fez um verdadeiro estrago em sua ex-equipe. Quem se aproveitou dessa trocação foi a Cavalaria, que aproveitou para pescar eliminações e precisou lidar apenas com VitinXP para garantir o Booyah!


Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: Los Grandes (20 pontos)
MVP:
Gus (4 abates)

Tropa e Vivo Keyd abriram as trocações de Kalahari aos seis minutos. A Tropa vendeu caro o squad wipe, mas os Guerreiros conseguiram superar a equipe de CapGui e abrir caminho para tomar a liderança do Fluxo – ao menos temporariamente. Logo em seguida, a B4 não resistiu à agressividade do Corinthians: depois de uma quarta semana espetacular, os Bastardos de Machado não conseguiram se encontrar nesse fim de semana e abrem caminho para o Fluxo se distanciar ainda mais na liderança.

O Corinthians ainda eliminou a Team Liquid em uma bela trocação, mas acabou perecendo nas mãos de um imponente Cruzeiro em grande fim de semana.

Última safe, cinco times, 15 jogadores. A gente conhece esse roteiro. Los Grandes e Magic Squad tinham um duelo pela frente. A Onda Laranja tinha a vantagem numérica, mas o Magic tinha um posicionamento melhor. O confronto tomou ares dramáticos e Ítalo tentou, resistiu e foi valente, mas não conseguiu superar Gus e Fonzin, que garantiram o sétimo Booyah para a Los na temporada – a melhor no quesito.


Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: Netshoes Miners (23 pontos)
MVP:
Natividade (6 abates)

Última sala do dia. Última chance da semana para Vivo Keyd e B4 ultrapassarem o atual líder do campeonato, que ainda joga na noite desta segunda. Liberty e Cruzeiro abriram as trocações de Bermuda e a Liberty mandou o Cabuloso ir descansar mais cedo – ou curtir o Carnaval, quem sabe?

Logo em seguida, Vivo Keyd e Los Grandes fizeram um belo confronto. A Onda Laranja tentou resistir, Gus tentou um milagre, mas os Guerreiros chegaram para finalmente assumir a liderança temporária da sétima temporada.

A Liberty começou a colecionar alguns abates. Drzzy assumiu a responsabilidade e abriu caminho para segunda melhor pontuação da queda e tentar um respiro na competição. Quem também queria respirar um pouco mais era a Miners. Depois de abrir a contagem de Booyahs de domingo, eles fizeram boas rotações e evitaram confrontos para chegar na zona segura final, quietinhos, silenciosos. Natividade foi fazendo suas vítimas, foi mostrando aquele Frifas que a gente espera dele.

Dobradinha da Miners. Isso é Free Fire.

Classificação

Com o fim da 11ª rodada, a classificação da sétima temporada da Liga Brasileira de Free Fire ficou assim:

classificação-rodada-11-miners

Confira o Boletim da terceira semana de LBFF 7 e todos os detalhes da terceira semana da Série B.


Com rodadas triplas transmitidas em tv aberta e fechada, a série A da LBFF 7 volta nesta segunda, 28 de fevereiro, a partir das 20h (horário de Brasília). Acompanhe ao vivo no canal oficial de Esports no YouTube e nos perfis no TikTokFacebookInstagram e Twitter, siga a hashtag oficial #LBFF.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , ,