#LBFF 7 – Vivo Keyd e Team Liquid dividem protagonismo da oitava rodada

Team Liquid ressurge após estreia desastrosa e Vivo Keyd começa a ameaçar a liderança do Fluxo. Confira um resumo da oitava rodada da LBFF 7

Eles são considerados dois dos grandes favoritos da temporada e resolveram deixar claro o porquê. Nas quedas válidas pela oitava rodada da LBFF 7, Vivo Keyd e Team Liquid dividiram o protagonismo e deram show, conquistando dobradinhas e somando 85 e 83 pontos respectivamente. Como resultado, a Vivo Keyd ameaça a liderança do Fluxo, que não teve um bom domingo, embora precise mostrar um desempenho igualmente incrível na nona rodada para assumir o topo da tabela.

Já a Team Liquid se recuperou definitivamente da já distante primeira semana desastrosa. A Cavalaria chegou aos 256 pontos, o suficiente para assumir o 10° lugar na tabela e começar a sonhar por um lugar ao sol, entre os líderes. O time volta aos servidores na noite desta segunda para colocar os pingos nos is.

Uma rodada de campeões. Finalizando o top 3, a B4 somou 72 pontos e vem mostrando cada vez mais entrosamento. As mudanças para a temporada não foram poucas, mas os Bastardos de Machado têm potencial para brigar novamente pelo topo e, quem sabe, pelo bicampeonato.

Por outro lado, a Netshoes Miners não conseguiu aproveitar o tropeço da Liberty e fez outra rodada para ser esquecida: apenas 26 pontos. A crise já está clara, resta saber quais serão os próximos capítulos de uma história que parece longe de ter um final feliz.

vivo-keyd-team-liquid-rodada-8-lbff-7

Veja abaixo um pequeno resumo das quedas disputadas entre os Grupos A e B válidas pela oitava rodada da LBFF 7.


Queda 1 – Purgatório

BOOYAH: Cruzeiro (26 pontos)
MVP:
R7 (6 abates)

Um novo meta vem se formando na LBFF: desde a sétima rodada, as primeiras safes se definem mais rapidamente, o que aumenta a quantidade de trocas iniciais e acaba favorecendo as equipes com calls mais centralizadas no mapa.

As primeiras trocações de Purgatório começaram apenas aos nove minutos, quando o BD Vasco dizimou a 00 Nation – sangue nos olhos e faca nos dentes, cenas não recomendadas para menores na LBFF. Logo em seguida, o Gigante da Colina encarou a Cavalaria, mas Mts007 estava ali. O exército de um homem só. E a gente já sabe do que o atual MVP é capaz.

As equipes que priorizaram o posicionamento tiveram larga vantagem na disputa pelo Booyah. O Cruzeiro era uma delas e começou a fazer uma limpeza por Purgatório. B4 e Vivo Keyd viraram estatísticas do Cabuloso e, por mais que Mts tentasse um milagre, o Booyah tinha dono, o Booyah era da Raposa.


Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: Fluxo (21 pontos)
MVP: Prozin (5 abates)

GOD Unidas e 00 Nation esquentaram as coisas rapidamente no cenário mais árido do Free Fire. A GOD se aproveitou da vantagem numérica e mandou One9, sua foice e seus amigos para o lobby. Fazia um tempinho que Kalahari não começava tão… feroz.

Logo em seguida, Noda brilhou. O triple kill sobre a Netshoes Miners abriu caminho para o segundo squad wipe da queda e deixou claro que a Loud chegou com uma nova mentalidade, mais agressiva, mais rushadona, para se recuperar na temporada.

Depois de quebrar o recorde de abates em uma única rodada, o Fluxo chegou de forma mais preguiçosa no domingo – quem nunca? Priorizando as rotações e garantindo um bom posicionamento na safe, a equipe começou a punir a rotação dos adversários e atuou com sabedoria para garantir o segundo Booyah na temporada. Foram várias as vítimas: B4, Loud, Real… todos tentaram com honra, mas a vitória tinha dono. E era o Fluxo.


Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: Team Liquid (21 pontos)
MVP: Lobato (5 abates)

A trocação demorou a começar no mapa mais clássico do Free Fire. Mas quando começa… não para, não para, não para não. A primeira vítima foi a colecionadora de Booyahs, GOD Unidas, que acabou eliminada pela NTX que contava com um Prozin inspirado.

As trocações foram incessantes, mas a zona segura favoreceu Team Liquid e B4 que disputaram um Booyah entre campeãs. Inicialmente, o confronto parecia uma cena de paquera entre adolescentes tímidos de filmes baratos de romance, em que ninguém toma a atitude. Mas após o avanço, a Cavalaria justificou seu apelido e, na raça e na bala, garantiu o Booyah em Bermuda e seu terceiro na temporada.


Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: Vivo Keyd (25 pontos)
MVP:
General (5 abates)

Purgatório começou com a 00 Nation tentando se vingar da NTX. HoneyZL garantiu um double kill recheado de talento e obrigou a NTX a correr em busca de ajuda, digo, em busca de reviver seus compadres abatidos.

As zonas seguras começaram a brincar com as equipes. A 00 Nation chegou bem na segunda metade da rodada e começou a cobrar pedágio, mas o Vivo Keyd estava muito bem posicionada e precisou apenas ter a paciência de uma campeã para eliminá-los, eliminar o valente BD Vasco e anotar seu primeiro Booyah de domingo, com direito à expressivos 13 abates em um desempenho que traz excelentes lembranças para a torcida.


Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: Vivo Keyd (22 pontos)
MVP:
General e Nando9 (4 abates)

Vivo Keyd e Cruzeiro fizeram uma trocação linda de se ver no início de Kalahari, ainda mais após o show de piadas ruins de Samuca e Pires. Brincadeirinha. Mas o duelo foi bonito mesmo, e os Guerreiros mandaram a Raposa de volta pro lobby.

A Nitroxx abriu a caixa de ferramentas: primeiro o Fluxo virou vítima da foice de João e, logo em seguida, o Real e-Sports parou nas balas da escopeta do craque. Não houve squad wipe, mas foram cenas fortes.

Safe fechando, times evaporando, Vivo Keyd dominando. Os guerreiros chegaram em Kalahari determinados a conquistar a dobradinha e aquele confronto contra o Cruzeiro no início da queda serviu para abrir o caminho para os Guerreiros garantirem um posicionamento invejável. Loud e Cavalaria também chegaram fortes e fizeram uma bela disputa pelo segundo lugar, mas o Booyah estava escrito: dobradinha da VK.


Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: Team Liquid (22 pontos)
MVP:
Pedro.RS (5 abates)

As coisas demoraram a começar na última queda do dia, mas quando começaram… não vou repetir a musiquinha da terceira queda, não se preocupe. A Loud precisou de aproximadamente cinco segundos para sumir com a 00 Nation do mapa – um dia triste para o time de One9. Logo em seguida, foi a vez da GOD Unidas atropelar o Cruzeiro, talvez essa trocação tenha durado um pouco mais: algo em torno de sete segundos.

A Team Liquid se aproveitou da ausência dos times mais opressores da temporada para mostrar seu jogo e começar sua busca por mais um Booyah. A primeira vítima foi o sempre corajoso BD Vasco, que pereceu nas mãos dele, de Mts. Logo em seguida, um confronto contra o Real e-Sports que tinha a vantagem numérica, mas não tinha o charme nem a experiência de um dos grandes favoritos da temporada. Dobradinha da Cavalaria.

Classificação

Com o fim da oitava rodada, a classificação ficou assim:

classificação-lbff-7-rodada-8

Confira o Boletim da segunda semana de LBFF 7 e todos os detalhes da segunda semana da Série B.


Com rodadas triplas transmitidas em tv aberta e fechada, a série A da LBFF 7 volta nesta segunda, 21 de fevereiro, a partir das 20h (horário de Brasília). Acompanhe ao vivo no canal oficial de Esports no YouTube e nos perfis no TikTokFacebookInstagram e Twitter, siga a hashtag oficial #LBFF.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , , ,