meta-gaming

#LBFF 7 – Três vezes Meta Gaming e a quarta rodada da Série A

A Meta Gaming é a primeira a garantir três Booyahs em uma única rodada desta LBFF; o resultado coloca a renovada equipe na vice-liderança

Não é tríplice, mas é quase. Os três Booyahs da Meta Gaming e os incríveis 98 pontos são o destaque da quarta rodada da Série A da LBFF. Cauê se mostrou um verdadeiro líder: o único remanescente da última temporada garantiu 16 dos 46 abates da equipe nesse sábado e abriu caminho para a vice-liderança temporária.

Quem também merece destaque é o Cruzeiro. A Raposa conquistou seu primeiro Booyah em sua volta para a elite e chegou aos 161 pontos, o suficiente para colocar a equipe em uma confortável sexta colocação com a mesma pontuação da atual campeã B4. Os Bastados não fizeram uma boa rodada, mas nada que pareça preocupar o time comandado por Machado.

Vale destacar a regularidade de Corinthians, Magic Squad e Vivo Keyd. As três equipes vêm apresentando um belo nível de Free Fire e garantiram ao menos 60 pontos na rodada e ocupam o top 4 da tabela.

Por outro lado, Netshoes Miners e Team Liquid parecem estar em crise. Dois dos elencos considerados favoritos para o split ainda não conseguiram impor seu ritmo de jogo e amargam posições preocupantes na tabela.

Veja abaixo um pequeno resumo das quedas disputadas entre os Grupos A e C no quarto dia de LBFF 7.


Queda 1 – Purgatório

BOOYAH: Cruzeiro (17 pontos)
MVP:
Trap (5 abates)

A primeira queda do dia trouxe os times em um ritmo cadenciado. O primeiro squad wipe veio apenas aos 12 minutos, quando a Tropa eliminou a Cavalaria – neste que não seria o último confronto entre as duas. Uma bela trocação, mas que começa a preocupar a Team Liquid que parece poder muito mais.

O Cruzeiro garantiu um bom posicionamento no fechamento da safe e, embora tenha garantido somente cinco abates – todos eles anotados por Trap – fez valer a vantagem posicional para garantir o Booyah sobre a Magic Squad, que começou com o pé direito a rodada. O time de Bops liderou a pontuação da queda mesmo sem a vitória, com 19 pontinhos.


Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: Meta Gaming (25 pontos)
MVP: Caue (7 abates)

As coisas demoraram pra engrenar em Kalahari. Somente aos 12 minutos de queda as trocações começaram, quando a NTX levou a melhor sobre a Tropa. O time de CapGui ainda não conseguiu se encaixar na competição, mas vem de uma boa LBFF 6 e deve buscar a recuperação ao longo da temporada.

As coisas esquentaram na reta final. Meta Gaming e Cruzeiro decidiram a primeira Kalahari do dia em um belo confronto de dois contra dois. A Raposa buscava a dobradinha, mas foi a vez da Meta Gaming garantir seu primeiro Booyah da temporada. Um Booyah decidido pelas granadas do líder Cauê.


Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: Vivo Keyd (19 pontos)
MVP: Chinês (6 abates)

Bermuda começou de forma mais acelerada. Chinês, uma das grandes contratações da B4 para a temporada, garantiu um belo quadra kill sobre a Miners logo aos cinco minutos de queda.

Cruzeiro e Meta Gaming chegaram nas trocações decisivas querendo garantir logo a dobradinha. Mas existiam alguns Guerreiros no caminho que interromperam um sonho. Bem posicionada, a Vivo Keyd fez valer a experiência de uma equipe campeã e o entrosamento de mais de um ano de parceria. O Booyah coloca a equipe em uma excelente posição na tabela, garantindo uma larga vantagem sobre os times do Grupo B que apenas assistem as quedas deste sábado.


Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: Magic Squad (22 pontos)
MVP:
Bops (6 abates)

A segunda metade da rodada começou com algumas trocações interessantes, mas as equipes decidiram recuar, focar na coleta de recursos e reviver os aliados abatidos. Aos oito minutos, Corinthians e Cruzeiro encenaram um verdadeiro clássico – melhor para o Timão. Ao mesmo tempo, mas em outro canto de Purgatório, a Vivo Keyd passou por cima da NTX, punindo a rotação da equipe que sequer conseguiu anotar a placa dos Guerreiros.

As equipes começaram a evaporar no fechamento da quinta safe. Drzzy brilhou com seu Lança e abriu caminho para o Booyah e a recuperação da Liberty. Mas o Magic Squad mostrou que os meninos não vieram só brincar na Série A e carimbaram uma bela vitória – uma recompensa ao desempenho regular do esquadrão na rodada e na temporada.


Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: Meta Gaming (22 pontos)
MVP:
Trap (5 abates)

Os times andam se estudando bastante no mapa mais quente do Free Fire. O primeiro squad wipe veio somente aos 10 minutos, quando a Raposa mandou a Liberty para o lobby. Liberty que vinha de uma bela rodada e parecia querer se recuperar, mas o 12° lugar em Kalahari freia totalmente o ímpeto da equipe. Logo em seguida, a Tropa eliminou a Cavalaria, que chegou na temporada como favorita mas até agora não conseguiu fazer jus às expectativas.

Quatro equipes chegaram inteiras para a disputa do Booyah. A Meta Gaming tinha vantagem de posicionamento e puniu o Corinthians, que fazia uma entrada na safe cover a cover e precisou contar com um milagre de Razure. O milagre não veio, mas a dobradinha da Meta estava entre nós.


Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: Meta Gaming (23 pontos)
MVP:
Guiga (5 abates)

A Meta Gaming chegou em Bermuda determinada a conquistar a primeira, nas palavras de Camilota, tripladinha da temporada. A primeira vítima foi a Miners, que fez outra rodada deprimente e escancara uma crise interna.

Depois veio uma rotação perfeita, e a Meta começou a punir as tentativas de entradas de seus adversários. Liberty e Los Grandes viraram estatísticas e não resistiram ao desempenho incrível da equipe que acabava de somar 98 pontos em uma única rodada. Booyah da Meta!

Classificação

Com o fim da quarta rodada, a classificação ficou assim:

rodada-4-lbff-7-meta-gaming

Confira o Boletim da primeira semana de LBFF 7 e todos os detalhes da primeira semana da Série B.


Com rodadas triplas transmitidas em tv aberta e fechada, a série A da LBFF 7 volta neste domingo, 13 de fevereiro, a partir das 13h (horário de Brasília). Acompanhe ao vivo no canal oficial de Esports no YouTube e nos perfis no TikTokFacebookInstagram e Twitter, siga a hashtag oficial #LBFF.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A