LBFF 7: Especial Série B – Aqueles que vieram da elite

Eles tiveram sua chance. Agora, lutam para voltar para a elite do Free Fire: conheça os recém-rebaixados que disputam a Série B da LBFF

Nesta semana começou mais uma temporada da Série B da LBFF. Se ontem falamos um pouco das grandes organizações que estão buscando uma chance na elite do Free Fire, agora é hora de conhecer um pouquinho mais sobre aqueles que já estiveram lá, mas acabaram sucumbindo e hoje lutam para ter uma segunda chance

série-b-elite

A maioria dos times que foram rebaixados para a Série B no último split fizeram sua primeira participação na Série A naquela ocasião. Somente a FURIA quebra essa regra, uma vez que a equipe disputou todas as edições anteriores da elite, sendo um dos times mais respeitados do cenário. Os Panteras sempre tiveram desempenhos razoáveis na competição e nunca haviam sido sequer ameaçados pelo fantasma do rebaixamento.

Mas as coisas mudaram na sexta temporada. Desde o início, a FURIA apresentou um nível de Free Fire atípico, que não condizia com o talento de seus jogadores – MemGod havia sido escolhido para a Seleção LBFF por duas temporadas consecutivas. O baixo desempenho rapidamente colocou a equipe em cheque e mesmo com a reação na reta final da competição, era tarde demais: o rebaixamento direto chocou. Agora, a equipe tenta recuperar seu lugar e chega na segunda divisão com sua base formada por BielGod, Ratin e Gusta, além dos reforços Brn10 e Doritos99.

Quem teve um desempenho ainda pior foi a XIS OG Life. A equipe, que atuava com a tag Xisdê, havia acabado de chegar da Série B e nunca se encontrou na elite, amargando a lanterna da competição e não conquistando uma segunda chance. Somente Luignet e Angelo7 permaneceram na equipe. Arruda, Lippe e Place7 se juntam à dupla para tentar levar a equipe de volta para a Série A.

A sexta temporada também foi palco da entrada – e queda – da TSM FTX, uma das maiores organizações de esports do mundo. O Team SoloMid ingressou na elite ao adquirir a vaga conquistada pela Black Dragons e disputou a competição com o elenco então vice-campeão da Série B.

Mesmo protagonizando alguns bons momentos, a TSM não conseguiu manter a consistência – a gente fala muito dela por aqui – para permanecer na Série A. Para a temporada, a equipe mantém Bob7 e Broco Fé e traz os reforços de Federal7, Isopor21 e Raoney7.

Outra estreante, a AmazonCripz foi o time que mais chegou perto de escapar do temido Grupo de Acesso. Mas depois de protagonizar uma bela história de superação na temporada anterior, acabou caindo na repescagem, em que parecia nervosa demais. Nesta temporada, somente Vinhal permanece do elenco anterior e é o responsável por guiar os reforços Vodka, Lopesz, Brenin7 e DRK10.

Por último, aquele que talvez seja a maior surpresa da lista, o Bonde. O time de LevelUP, campeão mundial pelo Corinthians, estreou na Série A com bastante pompa e com um elenco grandioso e experiente. Os bons resultados iniciais mostraram todo o potencial da equipe, que tinha tudo para se consolidar como um dos maiores do cenário. No entanto, uma crise interna resultou em resultados piores semana a semana.

A equipe chegou a disputar o Grupo de Acesso em busca de uma última chance, mas o péssimo resultado acabou os colocando na Série B. Agora, eles chegam completamente reformulados com Yan7, Leal7, Diel7, Brabo e Leozin7.

Acompanhe a Série B

A Série B começou no dia 8 de fevereiro e os 36 times estão a postos para lutar por uma vaga para a elite nacional. Serão 24 rodadas até a final, marcada para o dia 9 de abril. 

A cada rodada, dois grupos, formados por seis equipes cada, se enfrentarão em seis quedas. As disputas acontecerão às terças, quartas e quintas-feiras e serão transmitidas às 18h (horário de Brasília) nos canais oficiais da Garena na BOOYAH! e no Youtube. Confira todos os detalhes aqui.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série B
Tags: , , , ,