b4-lbff-6-bastardos

Booyah! – Bastardos e a glória

A B4 chega como grande favorita ao título, ainda inédito dentro da organização. Serão os Bastardos capazes de levar a taça da LBFF pra casa?

Sempre se criaram expectativas sobre os Bastardos. Desde a chegada de Ruan e Lobato na LBFF 5, a B4 é promessa de título, mas o desempenho na última temporada não foi dos melhores e a sexta colocação na Grande Final não correspondia ao potencial quase ilimitado do time. A saída de R7 e a chegada de ProzinAM no atual split levantaram dúvidas: seria a equipe finalmente capaz de colocar a mão na taça?


Posição: 1º lugar
Pontos: 789
Booyah!: 11
Abates: 345
Pontos por colocação: 444
Destaque: Yago.exe


Evolução por rodada

b4-pontos-rodada-bastardos

Logo na primeira semana de disputa, os Bastardos já deixaram claro que dariam trabalho. Ainda assim, era difícil imaginar que o domínio seria tão grande. A B4 não sai da liderança da LBFF 6 desde a quarta semana da competição, e a média de pontos da equipe deixa claro o favoritismo: 65,75 pontos por rodada – ultrajante. Como resultado, a B4 terminou a fase de grupos com 789 pontos, maior marca já atingida por uma equipe na história da LBFF quando usamos a métrica atual de pontuação. Além disso, a equipe lidera nos quesitos abates e pontos por colocação e, como se não bastasse, só perde para o Fluxo em número de Booyah!

Eles mantiveram a consistência ao longo de toda a temporada e só ficaram abaixo dos 50 pontos em duas ocasiões, nas rodadas 12 e 18. Nesta última, a liderança já estava garantida e os Bastardos pareciam apenas testar novas estratégias ou se divertir nos servidores.

Os fatores de destaque da B4 são inúmeros ao longo da LBFF 6, mas a marca da campanha foi o estabelecimento de um novo recorde: quatro Booyah! em uma única rodada, um feito histórico. Por mais que Machado diga que o foco está no título, não se pode negar que a marca impressiona e dificilmente será quebrada, ainda mais quando consideramos o equilíbrio do Free Fire nacional.

Mapa a mapa

Os donos de Purgatório, com 274 pontos. A call em Brasília parece perfeita e, além do alto número de abates, a B4 sempre esteve entre as melhores equipes de cada queda no mapa. Mas se engana quem pensa que a equipe não se destaca nos outros mapas: é a segunda melhor em Kalahari e Bermuda, com calls em Refinaria – aquela mesma que rendeu intensos duelos com o Santos/Real na LBFF 5 – e Clock Tower respectivamente.

O cenário competitivo parece completamente dominado pelos Bastardos. Não há pontos fracos, e as calls fixas somadas aos excelentes números em pontos por colocação deixam claro que a equipe vai além da agressividade e se destaca também estrategicamente. O trabalho realizado por Machado vem dando resultados e os frutos parecem bem próximos de serem colhidos.

O desempenho dos Bastardos

b4-abates-jogador

Uma equipe que lidera em abates deve ter um nome de destaque, certo? Errado.

O coletivo dos Bastardos é um diferencial e, entre os titulares, apenas RuanAM não alcançou a marca de 60 abates, mas é também o jogador que mais foi substituído e participou de apenas 54 quedas. Yago.exe vem sendo o grande líder do time e, se não fosse a perfeição de Mts007, brigaria pela Coroa de MVP: o craque tem 99 abates em 69 quedas – média de 1,43 – e tem tudo para ser o grande trunfo da equipe na disputa pelo título.

LobatoAM vem logo em seguida, com 93 abates em 72 quedas – média de 1,29. ProzinAM, estreante que não sentiu a pressão da elite, chegou a marca de 72 abates em 69 quedas e tem um futuro promissor pela frente. João7 e Lapa7, ambos reservas, mostram que tem bala pra trocar e conseguiram boas marcas nas poucas quedas que disputaram.

O que esperar na Grande Final

Favoritismo. Por mais que muitos não gostem de carregar a fama de favorito, a B4 é o time a ser batido. Embora os Bastardos nunca tenham conquistado o título, a superioridade é notável. Entrosada e em grande fase, será difícil parar uma equipe que flerta com o título há tanto tempo.


Por fim, a Grande Final acontece no próximo sábado, dia 30 de outubro. A final da LBFF marca também o lançamento de um novo canal no YouTube focado em Esports, onde os fãs poderão acompanhar todas as lives e conteúdos sobre as séries A, B e C da LBFF, Mundial (FFWS) e outros eventos competitivos de Free Fire. 

A decisão também terá transmissões no canal oficial de Free Fire no YouTube, na BOOYAH!, plataforma de streaming da Garena, no TikTok e, pela primeira vez, no canal de TV a cabo SPACE, a partir das 13h (horário de Brasília). Parte da WarnerMedia do Brasil, o canal SPACE, lançado em 2008, possui conteúdo de entretenimento e produções originais, além de grandes eventos esportivos.

Acompanhe a LBFF por meio dos perfis no FacebookInstagramTwitter e TikTok, além do novo canal de Free Fire Esports no YouTube.
Clique aqui para acessar as fotos oficiais da competição e, para mais novidades, siga a hashtag oficial #LBFF e fique ligado em nosso site oficial.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , , ,