imortal-force-cover

“Estamos prontos para qualquer situação” – Imortal Force

Eles dominaram a primeira fase da Série B e são um dos favoritos ao acesso direto. Conversamos com a Imortal Force sobre tudo e mais um pouco.

Embora tenha mostrado uma queda considerável de desempenho nas duas últimas rodadas válidas pelas semifinais da Série B, nada apaga o desempenho brilhante da Imortal Force ao longo de toda a competição. Aparecendo diversas vezes no topo da tabela, os Imortais terminaram absolutos a primeira etapa: 388 pontos, nove Booyahs e 193 abates – o time a ser batido. 

Conversamos com o coach Bruno Rangel, o manager Roberto Pereira e o craque GabeShow sobre a campanha, fatores como favoritismo e pressão, o carinho da torcida e a vontade de estar na Série A da LBFF. 


Bruno contou qual o segredo da equipe, afinal existe uma explicação para uma campanha tão dominante, com resultados recordes: “A base da nossa equipe foi formada há mais de um ano. Com isso, o entrosamento e a confiança se tornaram os fatores principais da equipe. Outro ponto forte é a liderança que nosso capitão, GabeShow, exerce: foi ele quem montou toda a base da equipe.”, comentou. “Free Fire é um jogo onde o psicológico conta muito. Nosso principal segredo além do entrosamento é a confiança que os players demonstram ter quando estão em partida. A inteligência para realizar as ações determinadas pelo capitão e o respeito sobre todas as suas decisões.”

Com os resultados, é normal que a equipe mire alto, sonhe com a classificação e alcance a Série A. Mas eles evitam se considerar favoritos: “Estamos focados e avançando um degrau de cada vez. Sempre pedimos ao time que mantenha o foco, apesar de todo o bom desempenho, ainda não conseguimos nosso objetivo, que é o acesso.”

A Imortal Force carrega uma bandeira em seu peito, de um dos maiores clubes brasileiros de futebol, o Grêmio. Mesmo sem muita representatividade no cenário de esports, a camisa tricolor poderia trazer certa pressão ao time comandado por Rangel: “Pressão pelo favoritismo não existe, porque nosso time nunca usou este rótulo de favorito como tem sido colocado por alguns. Além disso, sabemos do alto nível de todas as equipes. Sempre buscamos nossa evolução partida após partida, sem ‘farpar’ ninguém, pois isso inclusive é uma determinação da nossa diretoria.”

Imortal Force – Imagem: Divulgação

É indiscutível que GabeShow seja um pilar na Imortal Force, além de ser um dos jogadores de maior destaque durante a temporada. Se a Imortal chegou onde está, muito se deve ao jogador. Mas ele é muito mais do que um mero jogador habilidoso: “O GabeShow é um jogador diferenciado. Ele é extremamente dedicado, profissional, inteligente e firme nas suas decisões. Na nossa opinião, hoje ele é um dos melhores jogadores do cenário nacional na função de capitão.”, comenta Bruno. “No split passado ele recebeu diversas propostas da Série A, mas decidiu ficar na equipe mais uma temporada, primeiramente por gratidão à organização e, em segundo lugar, porque acredita no potencial do time para conseguir o acesso.”, completa.

Rivais? A Imortal não gasta suas energias pensando nisso. No lugar, demonstram respeito, ao mesmo tempo em que mantém confiança para enfrentar quaisquer adversários: “Respeitamos igualmente todas as equipes, pois sabemos que não é fácil chegar até aqui. Porém, acreditamos no nosso time e estamos prontos para qualquer situação dentro das partidas, independente de quem seja nosso adversário.”

Olhando por outro lado da Série B, o manager Roberto Pereira falou um pouco sobre as dificuldades que a organização enfrenta fora de “campo” estando na divisão de acesso: “Fora de ‘campo’ de jogo existem muitas dificuldades. A Série B não tem muito apoio de patrocinadores, é sempre difícil para qualquer organização bancar as despesas, salários, aluguel de GH etc, sem um investimento de terceiros. Mas a organização sempre investiu, e continuará investindo no sonho desses meninos.”

Com um meta tão parelho e o nível da Série B subindo a cada temporada, a diferença entre as duas divisões parece ser mais visível estruturalmente, e não no estilo de jogo: “Acreditamos que a maior dificuldade em comparação com a Série A é exatamente a questão do auxílio financeiro. Com o novo formato da Série B, o meta e o estilo de jogo estão bem equilibrados – hoje vemos poucas diferenças entre as competições no modo de jogar.”, complementa Roberto. 

A pressão existe, mas ela busca a evolução pessoal e coletiva. A Série A é apenas um resultado: “Hoje, temos que ser melhores do que ontem. E assim buscamos nossa evolução individual e coletiva em busca da Série A.”

Para finalizar, GabeShow deixa seu recado para a torcida Imortal:

“A nossa torcida é maravilhosa, sempre participativa durante as transmissões e nas nossas redes sociais. A motivação inicial para a fundação da equipe veio de um torcedor apaixonado pelo Grêmio, que um dia sonhou em ver o time disputando um mundial de Free Fire, assim como já aconteceu com outros clubes de futebol. Nosso recado é que vamos dar o nosso melhor para representar essa camisa e buscar o nosso objetivo inicial, que é o acesso à Série A da LBFF.”

Gabeshow, a estrela da imortal force

Não perca a LBFF 6

A LBFF 6 volta no próximo sábado, dia 16 de outubro, a partir das 13h (horário de Brasília). Você pode acompanhar as transmissões simultâneas no YouTubeBOOYAH e também no Facebook.

Agora os fãs podem acompanhar a LBFF pelo perfil no TikTok, além dos perfis no FacebookInstagram Twitter. Clique aqui para acessar as fotos oficiais da competição e, para mais novidades, siga a hashtag oficial #LBFF no Twitter.

Baixe Free Fire na App Store e Google PlayStore.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série B
Tags: