LBFF

A primeira metade da LBFF 6 na visão dos especialistas

Chegamos à primeira metade da LBFF 6. Confira as surpresas, as decepções e quem pode surpreender no restante da temporada.

Estamos na metade da temida Fase de Grupos da LBFF 6. Uma competição que trouxe muita expectativa para a comunidade desde o início e, depois de muitas surpresas e algumas decepções, vai se desenhando para a reta final. Chegou a hora de conferir o que os especialistas pensam sobre tudo isso.

Conversamos com Narito, Central Free Fire, The Radiotativo e Free Fire Mais para saber suas opiniões sobre o que anda acontecendo no Free Fire. Se tem uma coisa que eles entendem, é de LBFF.

Narito

nt10-lbff
Narito considera a Nitroxx Top10 como uma das grandes surpresas da temporada – Imagem: Bruno Alvares & Jéssica Liar
Surpresa: Nitroxx Top 10

Nessa primeira metade tivemos várias surpresas, tanto individuais quanto coletivas. A Nitroxx é um destes exemplos. Mesmo tendo perdido peças importantes para a temporada e tendo começado com uma campanha irregular, brigando para se manter no top 12, a equipe constantemente apresenta boas partidas, muitas vezes com shows individuais de CHINÊS e Romeu – os dois se encontram atualmente no top 20 do ranking de MVP. Caso consigam emplacar mais algumas boas partidas, principalmente em Bermuda – que vem sendo uma dor de cabeça – poderemos vê-los chegando fortes no restante da Fase de Grupos.

Decepção: Bonde

A equipe de Level Up teve uma ascensão meteórica na primeira semana, mas deixou a desejar desde então. Mostrando isso em números: foram 123 pontos nos dois primeiros dias de LBFF e 171 pontos nos cinco dias seguintes. Além disso, 43% das eliminações conquistadas pelo Bonde foram nesses dois primeiros dias (59 de 135). Eles já lideraram a LBFF 6, e hoje se encontram na zona de repescagem, amargando uma delicada 14ª colocação.

Pode surpreender: AMAZONCRIPZ e Bonde

Parece contraditório incluir o Bonde também nessa lista, mas um time que demonstrou tanto potencial pode voltar a apresentar aquele bom Free Fire que vimos na primeira semana. Com a volta de Victor7 à equipe, pode ser que vejamos o Bonde entrar nos trilhos.

Outro time que será interessante de acompanhar nesse final é a AmazonCripz. A equipe passou por um início difícil, ainda está fora do top 12, mas vem de três rodadas apresentando seus melhores desempenhos na LBFF. Ainda há muito para melhorar: é uma das únicas equipes que não conquistaram o Booyah nesta edição, ao lado da Xisde, a quarta equipe com o menor número de abates. No entanto, a ACZ vem numa crescente e pode brigar pela classificação.

Central Free Fire

team-coda-solid-lbff-6
Os especialistas consideram a Team Coda Solid como uma das grandes surpresas da LBFF 6 – Imagem: Bruno Alvares & Jéssica Liar
Surpresa: Team Coda Solid 

Liderada por VitinXP, a equipe chegou à elite do Free Fire nacional após conquistar, merecidamente, o título da Série B. VitinXP foi o grande MVP da campanha e continua sendo o grande destaque da TCS na Série A, figurando entre os líderes de abates da competição. Juntos, eles têm tudo para surpreender nessa reta final.

Decepção: Bonde 

Liderada pelo campeão mundial “Level Up”, a equipe estreou de forma avassaladora, chegou a liderar a competição e se manteve por algumas rodadas no topo da tabela. Só que tudo começou a desandar. Os problemas nos bastidores surgiram como o principal fator para a drástica mudança no desempenho e as péssimas quedas consecutivas fizeram a equipe amargar o 14⁰ lugar. Persistindo os problemas, vê-los fora da final ou brigando contra o rebaixamento não será surpresa.

Pode surpreender: Tropa 

A equipe chegou na elite do Free Fire com os dois pés na porta, mesclando experiência e aposta. A fórmula da Tropa vem apresentando um resultado satisfatório. O destaque fica com o player “Killed”, que está entre os líderes de abates e vem impressionando mais a cada rodada. Mantendo o nível de desempenho, a equipe pode almejar o tão sonhado título. 

The Radioativo

Líder absoluta, a B4 vem surpreendendo até os torcedores mais otimistas – Imagem: Bruno Alvares & Jéssica Liar
Surpresa: B4 e AmazonCripz

Imaginei que o time da B4 viesse forte, mas não tanto. Além da liderança isolada – e com seis quedas a menos – os Bastardos vem quebrando recordes históricos na competição e são a grande surpresa da primeira metade – não preciso nem falar dos quatro Booyah! em um único dia, certo?

Outro destaque é a AmazonCripz Desde as primeiras rodadas, eles perambulavam na parte inferior da tabela, mas nas últimas rodadas deram um salto gigante de qualidade e já podem sonhar com o top 12.

Decepção: TSM FTX e Bonde

A TSM FTX foi uma das melhores formações da última Série B e chegou com tudo para disputar a Série A. No começo, eles até se destacaram, mas depois foi só ladeira abaixo – o que é difícil de explicar. O time está muito abaixo do seu potencial e, se continuar desse jeito, pode acabar indo direto para a Série B.

Outra decepção foi o time do Bonde. Level Up montou um elenco cheio de estrelas que trouxe expectativas em toda a comunidade – mas aparentemente é difícil colocar ordem numa casa com oito jogadores. Eles dominaram o início da competição, mas após algumas mudanças na line up titular, o time decepcionou até os torcedores mais pessimistas. Ao mesmo tempo que eles começaram surpreendendo, finalizaram essa primeira metade decepcionando.

Pode Surpreender: Meta Gaming, Netshoes Miners e Vivo Keyd

São três equipes muito fortes e que, quando avançam para a final, sempre dão trabalho para os adversários. Elas estão bem colocadas na fase de grupos e devem chegar tranquilamente na final, brigando pelo título.

Free Fire Mais

Depois de um início avassalador, o Bonde vem decepcionando na competição – Imagem: Bruno Alvares & Jéssica Liar
Surpresas: Team Coda Solid e Tropa

Team Coda Solid e Tropa vêm acumulando ótimos resultados. Desde sua estreia na Série A, a TCS aposta numa base forte de jogadores e trouxe apenas algumas alterações pontuais. Com essa estratégia, eles estão sempre brigando pelos lugares mais altos da tabela. Já a Tropa fez sua estreia em alto estilo nesta temporada. Apesar de contar com jogadores experientes no cenário, como Moreira e D3, a maioria da equipe é composta por jogadores estreantes na elite. Um deles vem roubando a cena: Kiled vem mostrando, logo em sua primeira Série A, que veio pra brigar pela coroa de MVP.

Decepção: Bonde

O time formado pelo campeão mundial Level Up estreou com tudo e, logo nas primeiras rodadas, chegou a liderar a competição. No entanto, a equipe parece ter se perdido no meio do caminho e, mesmo com uma rodada disputada a mais do que seus principais concorrentes na tabela, ocupa apenas a 14ª colocação, poucos pontos acima da zona de rebaixamento direto.

Pode surpreender: TSM FTX

A TSM faz sua estreia na Série A da LBFF com o elenco que anteriormente defendia a camisa da Black Dragons. Os jogadores parecem sentir certa dificuldade, sobretudo em trocações, mas sabem que têm capacidade de reverter o atual cenário e voltar ao G12. Não é coincidência serem os atuais campeões da Série B.


E você já sabe, a sexta temporada volta neste sábado, dia 02 de outubro, com transmissões simultâneas no YouTubeBOOYAH e também no Facebook.

Agora os fãs podem acompanhar a LBFF pelo perfil no TikTok, além dos perfis no FacebookInstagram Twitter. Clique aqui para acessar as fotos oficiais da competição e, para mais novidades, siga a hashtag oficial #LBFF no Twitter.

Free Fire pode ser baixado pela App Store e Google PlayStore.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , , , , ,