meta-gaming-lbff-6

Meta Gaming domina segunda rodada da LBFF 6; Bonde lidera

Em sua estreia na temporada, a Meta Gaming dominou a rodada, garantiu dobradinha e somou 94 pontos - sexta maior marca da história da LBFF.

Mais uma rodada insana de LBFF, tropa! E depois da bela estreia do Bonde, a segunda rodada da competição teve domínio absoluto da Meta Gaming. Em um dia iluminado, a equipe conseguiu garantir 94 pontos para disparar na tabela de classificação, alcançando a terceira colocação com seis rodadas a menos que suas principais rivais. A pontuação da equipe é a sexta melhor marca em um único dia da história da LBFF – é pouco ou quer mais?

Yan7 foi o grande destaque da equipe, com 14 abates. Mas Draxx7 e Lost21 não ficaram devendo e somaram 12 e 11 abates respectivamente. Além disso, B4 e LOUD fizeram sua estreia na temporada e mostraram um bom desempenho, somando 75 e 71 pontos. Já o Bonde somou 47 pontos e mantém a liderança isolada até o momento.

Por outro lado, Real e FURIA não tiveram boas estreias, e amargam as últimas colocações da tabela ao lado da AmazonCripz, que não jogou neste domingo.

META-GAMING-RODADA-2

Veja abaixo um pequeno resumo das quedas disputadas entre os Grupos A e C.

Queda 1 – Purgatório

BOOYAH: LOUD (+21 pontos)
Bonde: +18 pontos / Tropa : +13 pontos

A primeira queda do dia foi marcada pelo Bonde e Meta Gaming buscando o jogo desde o início, conseguindo várias eliminações. A Meta, mesmo caindo em sétimo lugar, coletou 5 abates antes de ser eliminada. Outro destaque foi a LOUD que saiu distribuindo eliminações.

No final da safe restou a equipe da LOUD, que já estava quente no mapa, com 6 abates e os estreantes da Bonde, que mostraram que não vieram pra Série A a toa. Na trocação, a Equipe do Hype mostrou experiência e tranquilidade para conseguir o squad wipe e abrir a contagem de Booyah! do dia.

Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: Team Codasolid (+22 pontos)
LOUD: +19 pontos / Meta Gaming: +15 pontos

A LOUD quis manter o ritmo demonstrado na primeira queda e foi agressiva desde o início, chegando ao final da safe com 10 eliminações. A Meta Gaming também mostrou força nesta queda, conseguindo finalizar em terceiro lugar com 7 eliminações – mas a TCS queria o Booyah! e atrasou um pouco os planos da equipe paraguaia.

No fim, restaram a Team Codasolid, que já mostrou que a Série A é realmente o lugar deles, e a LOUD. A TCS conseguiu evitar o que seria a primeira dobradinha da sexta temporada e levou a melhor na trocação pesada de 3×3, garantindo seu segundo Booyah na competição. Destaque para VitinXP, que terminou a queda com 6 eliminações e vem se firmando cada vez mais na Série A.

Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: B4 (+25 pontos)
Meta Gaming: +14 pontos / Vivo Keyd: +13 pontos

A queda começou tímida para a maioria dos times, até que a B4 começou a distribuir eliminações de modo avassalador. Além disso, a Vivo Keyd, atual campeã nacional, impôs sua presença para garantir abates após um início lento neste domingo.

Seguindo o ritmo forte imposto durante toda a queda, a B4 chegou ao final da safe contra a Meta Gaming. Tirando vantagem de um melhor posicionamento, os Bastardos puniram os jogadores restantes da Meta na movimentação, garantindo um Booyah com 13 abates em Bermuda.

Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: Bonde (+17 pontos)
Meta Gaming: +13 pontos / Nitroxx Top10: +11 pontos

A quarta queda começou de uma forma muito estudada, com os times se movimentando e colhendo informações. Após vários minutos, as primeiras trocações começaram com os atuais campeões punindo a Real e-Sports e eliminando a equipe sem perder nenhum jogador. Porém, a trocação mais equilibrada aconteceu entre Team Codasolid e Corinthians, com a TCS levando a melhor pra cima dos alvinegros.

Ao final da queda restaram os times que tiveram vantagem na posição durante o fechamento da safe. O Bonde sequer precisou eliminar os adversários da Nitroxx Top10, que se entregaram para o gás, garantindo um Booyah e se isolando na liderança da competição.

Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: Meta Gaming (+18 pontos)
TSM FTX: +16 pontos / Vivo Keyd: +13 pontos

Se Purgatório foi estudada e lenta, Kalahari foi um verdadeiro salseiro. Logo de cara, B4 e a Real disputaram call, com os Bastardos levando a melhor e já machucando os adversários, que perderam 3 de seus jogadores. Logo em seguida, o Bonde não quis saber de conversa e foi a vez da B4 ir para o lobby. Mas calma que não acabou, tropa. A LOUD aproveitou a situação e avançou para cima do Bonde, eliminando os líderes.

No final da safe, a Meta Gaming, que vinha evitando trocações, foi obrigada a enfrentar a TSM para partir pra cima de Nando9 da Vivo Keyd, que estava sozinha contra o mundo. O confronto resultou no primeiro Booyah! do dia para a Meta Gaming, que ainda conquistaria a dobradinha.

Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: Meta Gaming (+25 pontos)
B4: +16 pontos / Team Codasolid: +12 pontos

O Bonde, que liderou a rodada do sábado e vinha bem no domingo, caiu logo de cara para a B4, que não perdeu nenhum jogador na trocação. Além disso, logo no início houve um confronto entre os estreantes da Tropa e da TSM FTX, com a primeira equipe levando a melhor – a TSM não se encontrou durante o segundo dia de competição, conseguindo somar apenas 28 pontos.

O dia era mesmo da Meta Gaming, que atropelou os adversários e chegou ao final da safe com 11 abates e com os 4 jogadores ainda vivos. Restava apenas sacramentar a queda e eliminar os jogadores restantes da FURIA e da B4 para garanhar a dobradinha do domingo.

Classificação

Após a segunda rodada da LBFF 6, a classificação ficou assim:

classificação-lbff-6-rodada-2

A LBFF 6 volta no próximo sábado, dia 04 de setembro, a partir das 13h (horário de Brasília). Você pode acompanhar as transmissões simultâneas no YouTubeBOOYAH e também no Facebook.

Agora os fãs podem acompanhar a LBFF pelo perfil no TikTok, além dos perfis no FacebookInstagram Twitter. Clique aqui para acessar as fotos oficiais da competição e, para mais novidades, siga a hashtag oficial #LBFF no Twitter.

Free Fire pode ser baixado pela App Store e Google PlayStore.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A