lbff-6-especialistas

Grupo de Acesso – As apostas dos Especialistas

Os especialistas fazem suas apostas para o temido Grupo de Acesso da LBFF, que garante apenas quatro vagas para a elite do Free Fire.

A última etapa da LBFF 5 acontece amanhã e, depois de nossas análises sobre as equipes que vem da Série B, chegou a hora de conhecer as apostas dos especialistas em Free Fire sobre o temido Grupo de Acesso.

The Radioativo

Estamos se aproximando cada vez mais do temido Grupo de Acesso. Para uns, mais uma chance de conseguir o tão sonhaso acesso à elite; para outros, o caos do rebaixamento para a Série B.

Situações completamente distintas para times da elite que jogaram a quinta temporada da LBFF e outros que vem amargurados de não obter a vaga direta pela série B. Com isso, o grupo de acesso fica mais concorrido e a consequência disto é a alta competitividade entre os times.

Durante essa semana que antecede o grande dia do grupo de acesso da LBFF, conversei com alguns técnicos da série A e ficou claro que existe certa ansiedade em jogar o quanto antes as quedas e se livrar do “pesadelo”. Podemos resumir isso com as palavras: “preciso jogar o mais rápido e tirar esse peso das costas”.

Falando das equipes da disputa, a elite que veio da série A não terá moleza alguma. Nesse sentido, vimos os 4 times que vieram da série B no split anterior dando aulas e se provando merecedores de jogarem a primeira divisão da LBFF. Assim, alerto que devemos abrir o olho para algumas equipes que irão participar e podem surpreender: NewX e ACZ são ótimas equipes e experientes no quesito de trocação e, além disso, sempre estão entre as 12 melhores equipes da Série B.

Por fim, o peso de cair para série B é maior que tudo. Assim, as equipes que lutam pela permanência na Série A podem ter seu desempenho diretamente afetado por um fator emocional e psicológico. Por outro lado, a experiência dos jogadores pode ser decisiva.

Não quero exaltar em detalhes nenhum time específico da elite, pois eles são favoritos, mas em um jogo de battle royale tudo pode acontecer. E claro, como já mencionei, o fator experiência terá um peso enorme em partidas disputadas como essas.

Free Fire Mais

O Grupo de Acesso serve como uma última chance para os times da Série A que não mandaram bem se provarem merecedoras de permanecer na elite, bem como uma chance de equipes da Série B conquistarem uma vaga ao Sol.

Desde que passou a ser disputado, pelo menos uma equipe acabou rebaixada no Grupo de Acesso. Dessa vez, nos deparamos com quatro equipes tradicionais no cenário que tentarão se manter na Série A.

Equipes da Série A: INTZ, Team Liquid, Santos/Real e paiN Gaming

Uma das mais tradicionais equipes do Battle Royale, o INTZ enfrenta seu terceiro grupo de acesso seguido. Após um bom início na LBFF 5, os Intrépidos tiveram uma queda na desempenho e vêem sua permanência na Série A novamente em risco. Assim como a paiN Gaming, que joga sua segunda repescagem seguida, tendo escapado do rebaixamento automático aos 49 do segundo tempo.

souto liquid lbff
Team Liquid chega para brigar no Grupo de Acesso e permanecer na elite, onde já foi campeã. Foto: Bruno Alvares & Jéssica Liar

Essas seriam as equipes do Relegation com maior chance de rebaixamento. Já Santos/Real e Team Liquid ficaram de fora da final pela primeira vez em suas histórias e, ao menos em, tese chegam com o psicológico menos sobrecarregado ao dia decisivo.

Podem surpreender: CIVIS, Equipe X e NewX Gaming

A CIVIS teve ótima performance nas semifinais da Série B e chegou na decisão como uma das grandes favoritas. A equipe parece ter sentido a pressão de uma final e, com essa experiência adquirida, pode voltar a brilhar no grupo de acesso. Já a NewX possui um elenco compacto e experiente que joga junto há um certo tempo e vem conseguindo bons resultados, mesmo batendo na trave. Esse pode ser o momento da equipe enfim conseguir voltar à Elite.

Por fim, a Equipe X conta com uma formação com grandes talentos e, apesar da inconsistência, vem alcançando bons resultados. Contando, ainda, com o MVP da Série B em seu elenco.

FRIFAS News

Parece que o início da LBFF foi ontem e hoje já estamos nos encaminhando para as fases finais desse grandioso e maravilhoso campeonato de Free Fire.

O Grupo de Acesso vem com tudo. Nesta fase, grandes times irão se enfrentar para definir quem jogará na elite no próximo split. Essa etapa, por mais que o nome deixe a entender que é menos interessante, não é nada fácil. Os 4 times que não desempenharam tão bem durante a fase inicial da série A irão jogar contra os 8 melhores times da série B – com exceção do campeão W7M e do vice-campeão a Black Dragons, que se classificaram diretamente para a Série A.

Logo de início podemos notar que são muitos nomes conhecidos e consolidados no cenário, como é o caso da Team Líquid. A campeã das Américas não conseguiu impor seu jogo no início da LBFF e foi por um bom período a única equipe sem BOOYAH na competição. Quando mudou suas estratégias, conseguiu seu BOOYAH e começou a desempenhar bem, no entanto, voltou a ter uma queda de rendimento e agora precisará disputar sua permanência.

A INTZ já vem sendo “figurinha carimbada” nos grupos de acesso. Os Intrépidos, que conseguiram sua permanência nesse split disputando também essa fase, foram muito irregulares no decorrer da temporada e, mesmo chegando a figurar na 6ª colocação, terão que disputar sua vaga no grupo de acesso pelo segundo ano consecutivo.

Intrépidos - LBFF 5 - ITNZ
INTZ fará sua terceira participação consecutiva no Grupo de Acesso – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

Já a PaiN Gaming por pouco não foi rebaixada diretamente em seu pior desempenho na LBFF. O Santos teve uma LBFF complicada com disputas de call incessantes contra a B4. Os meninos da vila lutaram até a última queda, mas não conseguiram se manter entre os classificados e agora terão que encarar o duro Grupo de Acesso.

Já entre os representantes que vieram da série B, temos como destaque a Alt Gamer. A equipe teve a mesma quantidade de pontos da Black Dragons, que garantiu seu acesso direto, e sem dúvidas será uma equipe que vai dar muito trabalho.

Assim como o Team Sintonia e a Civis, que ficaram 2 pontos atrás da segunda colocada. A AmazonCrips não fica muito atrás, ficando a apenas 7 pontos do acesso direto à elite do Free Fire. A equipe encabeça a lista de classificação desde as fases inicias e vem mostrando regularidade, que pode ser crucial.

A equipe X vem com a menor expectativa nesse grupo de acesso: sendo a última equipe dentre os classificados para a grande final da série B, na final não foi diferente. Enquanto isso, a NewX Gaming pode vir como surpresa, uma vez que é uma equipe que já teve sua passagem pela série A e pode sentir a pressão de forma diferente.

Esse grupo de acesso promete muito. São polos diferentes, sonhos diferente – alguns sonham em continuar na série A, outros em voltar a disputar a competição na elite e outros em sentirem a emoção pela primeira vez.

Babbler Free Fire

Podemos esperar para esse grupo de acesso rodadas bastantes disputadas, assim como vimos na final da Série B, que classificou W7M e Black Dragons.

Além disso, quatro gigantes da série A vão disputar a repescagem. Equipes como a INTZ, que apostou em um estilo diferente no final do campeonato e ficou apenas quatro pontos atrás do 12° colocado, e o Santos, que por pouco também não se classificou para a final da LBFF.

Já entre as equipes da Série B, a lider da fase de grupos, Civis, ficou na 5° colocação na final e podemos esperar uma boa regularidade deles durante a final. Assim como a Alt Gamers que, apesar de não conseguir nenhum Booyah, empatou em pontos com a Black Dragons e não subiu diretamente devido ao critério de desempate.

Por fim, temos o Team Sintonia que pode surpreender. A equipe ficou em 9° na fase de grupos, entrou na final com muita confiança e ficou na 4° colocação, apenas 3 pontos de subir direto para a Série A.

Por fim, no próximo dia 31 de julho teremos o disputado Grupo de Acesso, que garante quatro vagas para a Série A da LBFF 6. Acompanhe ao vivo, a partir das 13h, nos canais oficiais do Free Fire no YouTube e na Booyah!, plataforma de streaming da Garena.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF