Team Liquid - LBFF 5

Análise da jogada – O primeiro Booyah da Team Liquid na LBFF 5

Depois de 4 semanas de espera, a Team Liquid conseguiu seu primeiro Booyah numa jogada incrível de Peuzada. Agora, a Cavalaria tenta se recuperar na competição.

Nessa quarta semana de LBFF 5, a Team Liquid conseguiu alcançar o seu tão almejado Booyah! A jogada que culminou a vitória da cavalaria foi orquestrada por Pedro “Peuzada”, que conseguiu um triple kill para cima da Nitroxx Top 10 enquanto avançava sobre a B4.

Seguindo o padrão estabelecido para as análises, vamos conferir a construção da vitória, como ela foi orquestrada e as lições que podem ser aprendidas com ela.

A construção da jogada

A jogada começou em uma safe já bem reduzida, com a Team Liquid no meio das duas equipes e em uma situação bem desfavorável. Portanto, por conta da sede de vitória, a equipe conseguiu fazer uma série de jogadas bem montadas e conseguiu o Booyah.

No vídeo abaixo e em nossa análise, você conseguirá notar toda a bela construção dessa jogada, passando pelos principais pontos da vitória.

O Booyah da Team Liquid

Com a safe bem reduzida, as equipes tinham pouco espaço para se movimentarem. O time da B4 estava mais seguro e conseguiu uma posição melhor. Por outro lado, a Team Liquid e a Nitroxx Top 10 se movimentavam, enquanto eram atacadas pela B4.

Peuzada, numa jogada rápida, vira para o time da Nitroxx Top 10 e, com a sua M79, consegue abater os três jogadores ao mesmo tempo. Com isso, a Cavalaria precisava lidar apenas com o time da B4.

Numa movimentação ágil, a Team Liquid avançava enquanto trocava tiros com a B4, não deixando os Bastardos se aproveitarem da vantagem de posição. Nesse sentido, Peuzada lançava suas granadas, conseguindo incomodar bastante e tirando o time da B4 de dentro da casa.

Nesse avanço, Peuzada conseguiu causar muito dano aos três últimos jogadores, abatendo o Ruan e sendo eliminado por Lobato logo em seguida. Ao mesmo tempo, Boss conseguiu eliminar Lobato, deixando a Team Liquid em vantagem numérica.

Por fim, Boss pressiona R7xy, único remanescente da B4 eSports, e o elimina. Com isso, a Cavalaria conseguiu sua primeira vitória em uma sequência de jogadas intensas.

Lições aprendidas

Essa jogada foi uma aula de como lidar com o final de uma rodada. Quando a safe está muito curta, é comum sermos afobados e cometermos certos erros. Sobretudo, o que a Team Liquid conseguiu fazer é algo a ser usado como exemplo em diversas jogadas. O primeiro passo a ser analisado é o momento em que Peuzada se vira para NT10 e abateu os jogadores. Peuzada já sabia onde os jogadores estavam e se baseou nisso para se posicionar, mas se não fosse pelo apoio dos seus companheiros, dificilmente ele iria conseguir executar o seu ataque.

Seu ataque se baseou em dois fatores: primeiro foi a posição complicada da NT10, que estava no alto da casa, mas fora da safe e recebendo dano do gás. Além disso, os jogadores se juntaram num único ponto e Peuzada se aproveitou disso para lançar uma granada e abater os jogadores de uma única vez.

Ao conseguir realizar esse ataque, a Team Liquid ainda precisava cuidar de dois pontos importantes: o avanço na safe e o ataque da B4. Num avanço coordenado, os jogadores da Cavalaria corriam e atacavam, não deixando seus oponentes se movimentarem de forma segura. Assim, Peuzada e Boss atacaram juntos e conseguiram uma vantajosa troca de 2 por 1. Dessa forma, o avanço foi bem sucedido e conseguiram sair vitoriosos.


Por fim, a LBFF 5 volta no próximo sábado, dia 10 de julho e as transmissões começam a partir das 13h (horário de Brasília) no canal oficial do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!, plataforma de streaming da Garena.

Acompanhe as redes sociais da Garena no FacebookInstagram e Twitter

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF
Tags: , ,