lbff-6-especialistas

Análise dos especialistas – segunda semana de LBFF 5

Chegou a hora de conferir a análise daqueles que entendem mais do que ninguém do cenário competitivo. Confira as opiniões dos especialistas da LBFF.

Após mais um final de semana de disputas equilibradas, chegou a hora da análise dos especialistas no Free Fire nacional. Assim como na semana passada, reunimos as opiniões daqueles que mais entendem do battle royale da Garena.

Babbler Free Fire

Fala tropinha, fim de semana quente na LBFF hein? Com mais de 30% das quedas jogadas a tabela continua embolada. Para termos uma noção melhor, a diferença de pontos entre o 6° (Santos Real) e o 16° colocado (paiN Gaming) é de apenas 38 pontos. Enquanto isso, na LBFF 4 a diferença entre as equipes que ocupavam essas mesmas posições era de 73 pontos, considerando o mesmo progresso do campeonato – isso só mostra o atual equilíbrio do cenário nacional.

Segue o líder! Com destaque para Zenac – player que abateu 17 inimigos e teve uma média de mais de 1,4 abates por queda nesse fim de semana- o Corinthians conquistou 79 pontos no sábado e mais 60 no domingo. Como resultado, o time alvinegro toma a liderança que, até então, era da Vivo Keyd.

CORINTHIANS-LBFF5
Corinthians segue sendo o grande destaque da LBFF – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

A SS eSports, atual vice-líder geral e líder de abates da competição, também fez um ótimo fim de semana no qual conseguiu 4 BOOYAH!, 141 pontos e 61 eliminações, sendo 13 dessas na mão de MTS, responsável por pouco mais de 37,4% das 107 eliminações do esquadrão verde.

Do outro lado da tabela, a LOUD, que começou o fim de semana na 16° posição e a segunda-feira na lanterna, teve um dia brilhante e somou 81 pontos. Atualmente. a equipe está com 92 abates e é a 5° maior abatedora entre as 18 organizações da elite nacional. Sobre a equipe verdinha, vale ressaltar a última partida em que estavam prestes a conquistar o milésimo abate, levando em consideração todas as edições, porém acabaram caindo cedo e permanecendo com 999 até a próxima semana.

Por fim, FURIA, Team Liquid e paiN Gaming, consideradas como favoritas de muitos, estão na zona que leva a série de acesso e, se não abrirem o olho, podem acabar terminando o campeonato nessa desagradável situação.

Por fim, na briga pelo MVP, é bom ficar de olho em ButoN007 e Nando9, estreantes na elite do Free Fire nacional e que já estão no top 6 de maiores eliminadores dessa LBFF 5.

Free Fire Mais

A segunda semana da LBFF trouxe uma grande mudança no jogo com o meta das granadas sendo superado e as equipes voltando a apresentar uma postura mais agressiva – algo muito comum nesta fase inicial da competição.

Destaques positivos: Corinthians, Los Grandes e Santos/Real

O Corinthians vem com um elenco extremamente jovem, com poucas peças já experientes no cenário competitiva profissional. Pela primeira vez desde o título mundial, vejo o clube com postura de campeão – excluindo, é claro, a final da LBFF 4 -. O time veio com a cabeça completamente diferente da fase regular da etapa anterior e sai como um dos grandes favoritos ao título.

A Los Grandes manteve a base de seus jogadores que disputaram a Série B. Mas com reforços pontuais, a equipe chegou na Série A sem tomar conhecimento de seus adversários e com muita vontade de ganhar, deixando pra trás seu retrospecto negativo. A equipe vem se destacando com peças individuais, principalmente com RafaX e Mamute, bem como com um conjunto muito forte

Além disso, o Santos Real passou por mais uma reformulação em seu elenco e mais uma vez mostrou uma grande capacidade em revelar talentos. Com uma base de jogadores bem jovens, a equipe teve um início complicado mas vem se recuperando e subindo na tabela

Destaques negativos: LOUD e paiN Gaming

Apesar da sua recuperação na última rodada da segunda semana, a LOUD teve um início de campanha muito abaixo do esperado de uma atual vice campeã mundial. Assim, caso não queria sofrer para se classificar para a decisão, deverá abrir os olhos e lutar pelas primeiras colocações na tabela, ainda mais tendo em visto a competitividade desta etapa.

LOUD-LBFF-ANÁLISE
LOUD se recupera, mas precisa manter o foco na competição – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

Por fim, a paiN Gaming teve um ponto alto na primeira semana, mas voltou a jogar mal na segunda semana e deverá tomar cuidado para não ficar de fora da Grande Final pela segunda vez consecutiva. Apesar de seus reforços no elenco, a equipe vem sofrendo no mesmo quesito que a deixou de fora na LBFF anterior: está perdendo trocações – mesmo quando se encontra em vantagem.

FRIFAS News

Nas três rodadas dessa segunda semana de LBFF, tivemos muitas surpresas. Entre elas, a alteração do meta do jogo: como frisamos na análise anterior, as granadas vinham tendo bastante influência nas trocações para as equipes. Durante a semana, noticiamos que a lojinha que se encontra disponível pelo mapa sofreu alterações, incluindo o nerf na quantidade de granadas disponíveis (de 3 para 1 por jogador). Como resultado, pudemos notar uma diminuição considerável no uso do recurso e uma mudança no estilo de jogo dos times.

Na parte de cima da tabela, o Corinthians assumiu a liderança no sábado e conseguiu abrir a famosa “gordurinha” para se manter líder nas rodadas seguintes – seguido da única novidade entre os times do top 5, a SS e-Sports. SS que teve uma sexta rodada muito consistente e conseguiu a segunda colocação da tabela. A antiga líder, Vivo Keyd, não teve um desempenho tão bom nessas últimas três rodadas e acabou caindo para a terceira colocação, seguida de Los Grandes (4°) e Fluxo (5°) fechando o top 5.

O grande diferencial dessa LBFF é que ela vem mostrando um equilíbrio muito grande entre as equipes. Equipes que se encontravam nas últimas colocações da tabela tiveram um ótimo desempenho nessa semana e subiram muitas posições. Como foi o caso do Santos Real, que até então era um dos times que não tinha Booyah, ao lado da Team Liquid, e garantiu 3 somente nessa semana, assumindo a sexta colocação.

Caso semelhante são LOUD e INTZ, que desempenharam muito bem e conseguiram sair da parte inferior da tabela, ocupando a 10° e 11° colocações respectivamente. Já a equipe da GOD Unidas, que havia terminado a primeira semana em 10° lugar da tabela, caiu para a zona da degola (17º) juntamente com a equipe da Team oNe, que já precisou disputar sua permanência na elite e agora vem figurando entre os piores da temporada.

Quando o assunto é abates, o destaque é MTS007, da SS e-Sports, que não sentiu a mudança no meta e chegou a marca de 40 abates, assumindo a liderança isolada na briga pelo MVP e ajudando sua equipe a chegar ao segundo lugar. Já Mamute, da Los Grandes, vem se destacando muito desde de a primeira semana e agora está dois abates atrás da estrela da SS e é seguido de perto por Nobru, do Fluxo. Por fim, BuToN007 e Natividade fecham o top 5 de jogadores com mais abates na temporada.

Mais uma semana se foi, e cada vez nos aproximamos mais da incrível rodada 18. Aguardamos ansiosamente para saber quem serão os 12 classificados para a final, os que disputarão a permanência na série A e quem vai cair direto pra série B.

The Radioativo

A segunda semana começou com um equilíbrio enorme entre as equipes. Equilíbrio que se consolidou nessa segunda semana de LBFF 5.

A Netshoes Miners começou mal o fim de semana e não desempenhou um bom jogo no sábado. Com a call contestada em Purgatório, a equipe acabou sendo surpreendida e somou apenas 2 pontos nas duas quedas no mapa. Já no domingo, a equipe chegou com outra mentalidade e conseguiu um bom desempenho, somando 67 pontos – destaque para Natividade, que somou 13 abates.

NETSHOES MINERS - LBFF5
Netshoes Miners se recupera com grande desempenho no domingo – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

Outro ponto interessante é a disputa entre Santos e B4 pelas calls em quase todas as quedas do dia. Independente de alguma das equipes vencer o confronto, é nítido que ambas ficam em desvantagem pelo resto da queda e o resultado pode ser visto na pontuação das equipes quando jogam no mesmo dia.

Também podemos destacar a troca da call da equipe do Fluxo em Bermuda. Os atuais campeões geralmente optavam por Peak e, dessa vez, escolheram Rim Nam Village. Uma das explicações para isso é que a equipe não quer disputar calls para evitar perder tempo. Dessa forma, eles conseguem aproveitar o loot de moedas para compras na lojinha e depois realizar a rotação.

Por fim, vale destacar também a equipe do Corinthians, que lidera a competição e impressiona por sua regularidade. A equipe foi a segunda maior pontuadora do fim de semana, atrás apenas da SS e-Sports, e conseguiu abrir uma boa vantagem na liderança – vantagem que será importante para o resto da competição.

Do outro lado da tabela, a LOUD conseguiu seu melhor desempenho em um dia de competição até agora. Enquanto Kroonos e Cauan foram os jogadores com mais abates individuais para a equipe, o destaque é a entrada de Noda no time titular. Seu brilhantismo e habilidade fizeram com que a equipe conseguisse sair da lanterna e alcançar a 10ª colocação geral. Além disso, a equipe alcançou a incrível marca de 999 abates em todas as edições da LBFF – falta muito pouco para a marca histórica.

Já a Team Liquid não se encontrou no campeonato. Parece faltar algo para a equipe – talvez adaptação ao meta ou mudança no estilo de jogo.

A LBFF 5 volta no próximo sábado, dia 26 de junho e as transmissões começam a partir das 13h (horário de Brasília) no canal oficial do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!, plataforma de streaming da Garena.

Acompanhe as redes sociais da Garena no FacebookInstagram e Twitter

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , ,