Free Fire World Series 2019

#Memórias: o mundial do Corinthians e a força brasileira

Hoje é dia de relembrar os detalhes do grande título mundial do Corinthians no Free Fire World Series 2019, realizado no Rio de Janeiro.

2019 foi, antes de mais nada, um ano incrível para o Brasil no Free Fire. Logo depois de uma boa participação no World Cup 2019, primeira competiçaõ de nível mundial, o país começou a ganhar destaque no cenário competitivo e se tornou um dos, se não o, país mais forte no Battle Royale da Garena.

O mundial de 2019 foi um grande evento dentro e fora das disputas. O show de abertura foi realizado pelo DJ Alok, que tem um dos personagem mais jogados no Free Fire e desenvolveu a música tema “Vale Vale” em parceria com a Garena. Além disso, o evento contou com a participação de diversas celebridades dos e-Sports.

Formato e premiação

Realizado em novembro de 2019 no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, o campeonato contou com 12 dos melhores times do mundo. Sendo dois representantes brasileiros e os vencedores das regionais, os participantes foram:

  • Brasil (top 2 da Pro League): Corinthians e LOUD;
  • Tailândia: Illuminate Slow TwoK;
  • Indonésia: Dranix Esports;
  • Vietnã: Team Flash;
  • SEA Championship: LGDS;
  • Arab Series: Infinity YT;
  • India Today League: Nawabzade Gaming;
  • Eurasia Cup: Sbornaya ChR;
  • League LAN & LAS: Team Samurai;
  • League Norteamerica: Arctic Gaming

Os times competiram em oito quedas, alternadas entre os mapas Purgatório e Bermuda. A pontuação foi definida de acordo com a colocação e número de abates, assim como na LBFF 4. Por outro lado, os pontos por colocação iam de zero a 300 e cada abate valia 20 pontos.

A premiação era a maior paga até o momento num torneio oficial da Garena: foram US$ 400 mil, valor quatro vezes superior ao do primeiro mundial. Na ocasião, o campeão levaria para casa metade desse valor.

A força russa e o vice-campeonato

Se há um consenso mundial quanto aos melhores países no competitivo de FPS, é que o Brasil e a região formada pela Rússia e leste europeu são extremamente fortes – e no Free Fire isso não é diferente. A equipe formada por “Dzarmaro”, “Pokritel”, “Kadyrov”, “Mers1” e “Tumso” chegou ao Brasil querendo desbancar os donos da casa. E por muito pouco não conquistaram o título.

Sbornaya ChR - Free Fire World Series 2019
A equipe Sbornaya ChR

Com uma campanha impressionante, a equipe ficou pelo menos entre os três primeiros colocados nas sete primeiras quedas – foram 2 BOOYAH’s e 33 abates. Mas na última queda, a equipe zerou em abates e acabou eliminada na 10ª colocação – o que abriu caminho para o grande campeão do dia. O desempenho rendeu o vice-campeonato para a forte Sbornaya ChR e a premiação de US$ 80 mil.

Follow the Noise

A LOUD se classificou para o mundial no Brasil ao conquistar o vice-campeonato da Pro League. A equipe chegava com uma das maiores torcidas do evento, o que é comum até os dias de hoje. No entanto, o time formado por “ViniZx”, “Will”, “Bradoock”, “ShariiN” e “Voltan” não conseguiu um grande desempenho no dia e sofreu no início de cada queda, sendo eliminada cedo em quase todas.

LOUD - Free Fire World Series 2019
LOUD no Free Fire World Series 2021

Com 22 abates e sem nenhum BOOYAH, a LOUD somou 790 pontos e ficou apenas com a nona colocação. Além disso, levou a premiação de US$ 4 mil

O título do Corinthians

Os campeões da Pro League queriam mais. Depois de uma grande campanha no título nacional, a equipe formada por “LevelUp”, “Fixa”, “Nobru”, “Japa”, “Pires” e “ChefeXL” chegou como grande favorita ao título e, diante de todo seu público, mostrou por que o Brasil merece ser temido quando o assunto é Free Fire.

Ao longo das 8 quedas, o Timão conseguiu 2 BOOYAHs e incríveis 49 abates. Além disso, a equipe terminou em segundo lugar em 3 quedas – mostrando toda sua consistência. Como resultado, 2.300 pontos e o título de melhor time do mundo no ano de 2019. Além disso, Nobru foi eleito o MVP da competição e se tornava o melhor jogador do mundo de Free Fire.

A conquista rendeu a incrível premiação de US$ 200 mil para a equipe do Corinthians e US$ 22 mil para Nobru, pela premiação de melhor jogador.

Por fim, está chegando a hora! No próximo dia 28 de maio acontece o play-in da FFWS 2021 SG e, no dia 30, a grande final que definirá o novo campeão mundial. A competição será transmitida ao vivo nos canais oficiais do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!, plataforma oficial da Garena.

Categorias: Destaques, Free Fire, Memórias