Cinco motivos para você acompanhar a LBFF 4

Com boas novidades, a Liga Brasileira de Free Fire volta com tudo em 2021. Veja os cinco principais motivos para acompanhar o principal torneio do game mobile mais baixado do Brasil

A Liga Brasileira de Free Fire retorna em 2021 com novidades para lá de interessantes e que vão tornar não apenas a competição, mas o modo como se a acompanha ainda mais divertido e qualificado. Veja os cinco principais motivos para assistir o torneio

A Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) volta à ação neste sábado (23), com o confronto entre os grupos A, que é composto por SS, Cruzeiro, INTZ, B4, LOUD e Fluxo, e B, formado por Vivo Keyd, Corinthians, Team One, Black Dragons, Furia e Flamengo. Já o Grupo C, que tem Team Liquid, Red Canids, Santos, Pain Gaming, GOD e Meta Gaming, enfrenta o pessoal do Grupo A para encerrar o primeiro fim de semana.

Além de acompanharmos partidas do mais alto nível, o principal campeonato do jogo de battle royale mais jogado do Brasil terá uma série de novidades interessantes e que prometem deixar a competição ainda mais divertida e competitiva, claro, como a chegada de novos times vindos da Série B, mudanças nas transmissões e, também, no sistema de pontuação.

Com isso em mente, o Free Fire eSports preparou uma lista com os cinco principais motivos para você acompanhar a LBFF 4:

5 – Novos times e mudanças nos elencos

O Free Fire é o jogo mobile mais popular do Brasil e conta com uma legião de fãs espalhados pelo país todo, de diferentes faixas etárias, credos e estilos. Com tantas organizações de peso e torcidas apaixonadas, o mercado de transferências sempre é agitado e movimenta muito o engajamento com relação à LBFF.

Para a LBFF 4 foram muitas mudanças nos elencos. Como destaque, podemos citar algumas dessas transferências, como a de OTREMBB (ex-Black Dragons) para o Cruzeiro; Cauan, melhor jogador da LBFF 3 e que fez mais de 130 abates no último certame, que foi da campeã SS para a LOUD e dois grandes nomes que atuaram pelo Flamengo B4 na última temporada e que foram parar na Vivo Keyd, casos de Mode$tia e DeadGod.

Além disso, os dois melhores times da Série B subiram para a primeira divisão e prometem dar trabalho, casos de Team One, Meta Gaming, que mantiveram seus elencos e apostam no entrosamento para conseguirem boas posições na competição.

A LBFF 4 marca, também, a estreia da Fluxo, uma nova organização. Montada em parceria por Nobru (ex-Corinthians) e Cerol, o time conta, também com uma das maiores estrelas do circuito nacional, o JapaBKR, recordista absoluto de abates na LBFF com 208.

4 – Transmissão volta a ser em estúdio

Após o ano de 2020 ser marcado pelas transmissões on-line e de casa, a LBFF 4, com toda a segurança, terá, novamente, seus casters presentes em estúdio para deixar os jogos ainda mais divertidos de serem acompanhados. Os jogadores, no entanto, continuam atuando diretamente de suas respectivas gaming houses.

3 – Novo sistema de pontuação

Para tornar a LBFF 4 ainda mais competitiva e acirrada, a competição terá o sistema de pontuação tanto por colocação quanto por abates. Agora, cada kill vale um ponto, enquanto os tentos por sobrevivência foram redivididos, punido quem ficar nas últimas duas colocações e, em tese, beneficiando quem fizer BOOYAH:

BOOYAH12 pontos
2º lugar9 pontos
3º lugar8 pontos
4º lugar7 pontos
5º lugar6 pontos
6º lugar5 pontos
7º lugar4 pontos
8º lugar3 pontos
9º lugar2 pontos
10º lugar1 ponto
11º lugar0 ponto
12º lugar0 ponto

2 – Assistir e aprender

Como já fora citado por alguns profissionais ao logo de 2020, o jogador casual de Free Fire pode melhorar suas habilidades apenas assistindo os melhores jogadores do país atuando na LBFF.

Com partidas intensas e muito disputadas, cada equipe tem sua maneira de agir e isso é, sem dúvida, pautado pelo que seus jogadores estão fazendo nas rotações e nos posicionamentos. Se você gosta mesmo de Free Fire e quer jogar como os melhores, nada melhor do que assisti-los na LBFF 4.

1 – Transmissão em TV aberta

A LBFF estreou em 2020 como competição oficial de Free Fire no Brasil e teve números arrebatadores: somente no ano passado, o torneio teve mais de 349 mil espectadores simultâneos por cada dia de competição e mais de 60 milhões de visualizações, somando dados do YouTube, SporTV e BOOYAH!. Para a LBFF 4 a novidade fica por conta da chegada do torneio à TV aberta.

Imagem: Flickr/Garena Free Fire

Todos os jogos serão também transmitidos pelo canal Loading, canal voltado a cultura pop e entretenimento, com transmissão também por TV por assinatura e pela internet. Há alguns meses no ar o Loading já é um enorme sucesso entre a comunidade gamer/geek e, sem dúvidas, também será “invadido” pela comunidade do Free Fire.

A apresentação da LBFF 4 fica a cargo da Camilota XP e a narração com Murillo Shooow e Diego Hads. Os comentários serão de Luís Folha, do ex-pro player Solotov e de Maah Lopez, que estreia na primeira divisão. As informações extras durante e depois das partidas seguem a cargo da Tawna.

Além do Loading, a LBFF 4 pode ser assistida, também, no canal oficial do Free Fire no YouTube e, também, na BOOYAH!

Categorias: Destaques, Free Fire
Tags: , , , , , , , ,