Cauan, JapaBKR, ViniZx e FURIA vencem no Prêmio eSports Brasil 2020

Em noite de premiação, jogadores faturaram nas categorias "Atleta Revelação", "Melhor Jogador de Free Fire" e "Craque da Galera"

Na noite de terça-feira (9) aconteceu a cerimônia de premiação do Prêmio eSports Brasil (PeB) 2020, o óscar dos esportes eletrônicos, que premia os melhores do ano em várias modalidades. O Free Fire, que concorria a Jogo do Ano, acabou não levando o prêmio, mas foi bem representado por Cauan, JapaBKR e ViniZx.

Leia também: Cristiano Ronaldo chega ao Free Fire em Operação Chrono

Campeão brasileiro pela SS e MVP da 3ª etapa da Liga Brasileira (LBFF), Cauan levou o prêmio na categoria “Atleta Revelação”, desbancando Felipe “bankai” (League of Legends) e Natalia “NAT1” (Valorant).

A SS subiu da Série C e apesar da campanha fraca na C.O.P.A. Free Fire, conseguiu, com maestria, erguer o troféu em sua estreia na LBFF. No seu canto, calado, Cauan foi destacando rodada a rodada e terminou o campeonato com incríveis 138 abates, além de um lugar reservado na “Seleção LBFF”.

Cauan, campeão e MVP da LBFF, foi “Atleta Revelação” no PeB 2020
(Reprodução/Prêmio eSports Brasil)

JapaBKR, capitão e MVP da Team Liquid no título da 1ª etapa da LBFF, foi eleito “Melhor Jogador de Free Fire”, categoria que tinha o próprio Cauan e também Nobru como finalistas.

Agora no Corinthians, JapaBKR não conseguiu vencer nenhum campeonato, mas foi destaque nas campanhas recentes do Timão, que depois de um ano meteórico, acabou ficando fora do pódio em 2020.

JapaBKR, campeão e MVP da LBFF 1 pela Liquid, levou “Melhor Jogador de Free Fire” no PeB 2020
(Reprodução/Prêmio eSports Brasil)

Na categoria “Craque da Galera”, a LOUD foi bem representada pelo ViniZx. Campeão da Copa América no início do ano, o jogador foi um dos destaques do ano no cenário competitivo de Free Fire.

Apesar da inconstância da LOUD, ViniZx sustentou bons resultados em todas as competições, incluindo a Série de Promoção, decisiva para manter a LOUD na Série A da LBFF. Nobru e Kauelokk também disputavam na categoria, que ainda teve Thiago “tinowns” (League of Legends) e Patrick “Blackoutz” (Fortnite) entre os finalistas.

ViniZx levou “Craque da Galera” no PeB 2020
(Reprodução/Prêmio eSports Brasil)

Nobru ainda esteve entre os finalistas para Personalidade do Ano, mas não levou como ano passado. Cerol, Babi e Coringa disputavam Melhor Streamer, mas o prêmio também não veio para o Frifas. Ana Xisdê, caster dos campeonatos oficiais da Garena no Brasil, concorria como “Melhor Caster”, mas não venceu. A FURIA, que joga na elite do cenário competitivo de Free Fire, foi eleita como “Melhor Organização”.

MEMGOD, da FURIA, nos estúdios da LBFF; organização foi eleita a melhor do ano no PeB 2020
André “Akkari”, CEO da FURIA, foi receber o troféu na cerimônia de premiação (Reprodução/Prêmio eSports Brasil)

Veja também: Divinéia-PR fatura Taça das Favelas Free Fire

Categorias: Free Fire
Tags: ,